sicnot

Perfil

Mundo

PIB da Irlanda aumentou 4,8% em 2014 graças às exportações

O Produto Interno Bruto (PIB) da Irlanda cresceu 4,8% em 2014 graças ao aumento de 10,5% das exportações, informou hoje a agência central de estatística irlandesa (CSO). 

1921 - Tréguas entre a Inglaterra e o Sinn Fein, na Irlanda.

1921 - Tréguas entre a Inglaterra e o Sinn Fein, na Irlanda.

© Kevin Lamarque / Reuters

A análise preliminar de 2014 do Produto Nacional Bruto (PNB), que exclui a produção das multinacionais e que, para muitos, é um indicador económico mais fiável, avançou 5,2%.

Durante o último trimestre de 2014, adianta o comunicado, o PIB só cresceu 0,2% face ao período anterior, enquanto o PNB aumentou 2,3%. 

Além das exportações - motor da economia irlandesa - terem aumentado 10,5%, a procura interna, chave para a criação de emprego, também subiu 3,5% no ano passado. 

A CSO sublinha que todos os setores da economia registaram crescimento, em particular o dos transportes e comunicações (8%). 

A atividade do setor da construção expandiu-se 7%, a da agricultura 10% e a de "outros serviços" 3,4%. 

Os especialistas sustentam que a Irlanda beneficiou no ano passado com o bom andamento das economias dos Estados Unidos e do Reino Unido, tradicionalmente os seus principais sócios comerciais, e com a desvalorização do euro face ao dólar e à libra esterlina. 

Neste contexto, o Banco Central Irlandês (ICB) elevou as previsões para a economia nacional e prevê que o PIB cresça 3,7% em 2015, mais três décimas que o estimado anteriormente. 

Depois de abandonar em dezembro de 2013 o resgate solicitado três anos antes à União Europeia (UE) e o FMI, no valor de 85.000 milhões de euros, o ICB indicou que o atual crescimento da economia irlandesa é "equilibrado", com fortes contribuições das exportações e a procura interna. 

Com Lusa
  • "Sobre este pântano, não é possível jogar futebol seriamente na próxima época"
    4:46

    Opinião

    David Borges esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, da SIC Notícias, onde analisou as acusações do FC Porto ao Benfica, no caso dos e-mails. O comentador da SIC disse que falta saber se "tudo é verdade" e se os documentos são verdadeiros, o que compete ao Ministério Público apurar. David Borges defendeu ainda que era "bom" que a investigação decorresse de forma rápida e profunda; e não acredita que perante a polémica, se consiga jogar "futebol seriamente", na próxima época.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Trump volta a garantir que não tentou interferir na investigação do FBI
    0:17

    Mundo

    O Presidente dos EUA reitera que não tentou interferir na investigação do FBI em relação às alegadas interferências da Rússia nas eleições presidenciais. Questionado sobre as gravações das conversas que manteve com o ex-diretor da polícia de investigação, James Comey, Donald Trump prometeu esclarecimentos num futuro breve.

  • "A informação pode ter saído depois da hora do exame de Português"
    1:19

    País

    O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais diz que é preciso aguardar pelas conclusões do relatório sobre a alegada fuga de informação do exame nacional de Português. Jorge Ascensão defende que a investigação deve causar o mínimo de impacto aos alunos que realizaram a prova.