sicnot

Perfil

Mundo

Dois governadores brasileiros vão ser investigados por corrupção no caso Petrobras

O atual governador do Rio de Janeiro, o seu antecessor, e o seu homólogo do estado de Acre vão ser investigados pelo alegado envolvimento no escândalo de corrupção da petrolífera estatal brasileira Petrobras, anunciou o Superior Tribunal de Justiça.

© Paulo Whitaker / Reuters

Luiz Fernando Pezão (PMDB), o seu antecessor, Sérgio Cabral (PMDB), e Tião Viana vão ser investigados depois de o tribunal, o segundo mais importante do país, ter atendido o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo a qual foram detetados "indícios de crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro".


Os três políticos, todos membros da coligação governamental, foram citados pelos delatores do caso de corrupção no seio da petrolífera estatal como tendo, alegadamente, beneficiado dos esquemas.


O Supremo Tribunal Federal divulgou, na semana passada, a lista de 49 figuras políticas que serão investigadas pela sua alegada participação no caso de corrupção, na qual se incluem os responsáveis das câmaras legislativas, outros 32 parlamentares e ainda 12 ex-deputados, entre eles quatro ministros da Presidente Dilma Rousseff.


O escândalo na Petrobras está a ser investigado há quase um ano e, até agora, levou à prisão ex-diretores da petrolífera e um grupo de empresários que tinham negócios com a Petrobras.


Segundo as autoridades, os empresários obtinham contratos com a Petrobras, inflacionavam os preços, dividiam essa diferença com os diretores da empresa estatal e o resto distribuiam entre os políticos, que recebiam clandestinamente ou como "doações" para as suas campanhas eleitorais.

Lusa



  • Dilma pede paciência ao povo brasileiro
    0:42

    Mundo

    A Presidente do Brasil garante que o escândalo de corrupção na Petrobras está a ser investigado de forma rigorosa. Quarenta e nove políticos, na maioria do partido do governo, são suspeitos de envolvimento no caso. No discuso do Dia Internacional da Mulher, Dilma Rousseff, pediu paciência ao povo brasileiro, também a propósito da reforma fiscal em curso no país.

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.