sicnot

Perfil

Mundo

Papa diz pensar que pontificado será breve e não se sente só

O papa Francisco declarou hoje, no segundo aniversário da eleição, ter "a sensação" que o pontificado pode ser breve, de quatro ou cinco anos, mas desmentiu sentir-se "só e sem apoio". 

O Papa Francisco surge na quarta posição.

O Papa Francisco surge na quarta posição.

© Tony Gentile / Reuters

Numa longa entrevista à cadeia de televisão mexicana Televisa, divulgada integralmente pela Rádio Vaticana, Jorge Bergoglio, 265.º sucessor do apóstolo Pedro, respondeu francamente sobre a possível duração do seu papado, que pode concluir-se com a sua morte ou com uma demissão. 

"Tenho a sensação que o meu pontificado vai ser breve. Quatro ou cinco anos. Não sei. Ou dois ou três. Dois já passaram. É uma sensação um pouco vaga que tenho, a de que o Senhor me escolheu para uma missão breve. Sobre isso, mantenho a possibilidade em aberto", afirmou.

Bento XVI, que foi o primeiro papa em sete séculos a resignar ao cargo, em fevereiro de 2013, "abriu a porta com muito mérito para os papas eméritos. Abriu uma porta institucional", sublinhou. 

Francisco, de 78 anos, não disse que pretende demitir-se um dia. Declarações anteriores neste sentido geraram várias críticas e fortes reações junto de alguns teólogos conservadores. 

"Não me agrada muito", afirmou, sobre a ideia de fixar um limite de idade, aos 80 anos, para a resignação de um papa. O cargo de papa "é uma graça especial", disse. 

Decretar que o fim é aos 80 anos "iria criar uma sensação de fim, de um pontificado destinado a não se acabar bem", acrescentou, aparentemente para tranquilizar os mais conservadores. 

Francisco observou que, para alguns teólogos, a eleição para o pontificado é "um sacramento", mesmo "se não pensa assim". 

O papa falou também do antecessor Bento XVI, retirado no Vaticano, que está "feliz, satisfeito, respeitado por todos". 

"Visito-o, muitas vezes telefono-lhe. Podemos pedir-lhe conselhos. É leal até à morte", garantiu. 

À pergunta "gosta de ser papa?", Francisco respondeu sobriamente e sem entusiamo excessivo: "Não me desagrada". Sublinhou que sempre detestou viajar e que é uma pessoa caseira. 

"A única coisa de que gostava era de poder sair um dia, sem que ninguém me reconhecesse, e ir comer uma 'pizza'", afirmou. 

"Não me sinto só. A sério que não", afirmou, respondendo a uma outra questão. 

Lusa
  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.