sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortos em acidente de autocarro revisto de 55 para 49

As autoridades brasileiras reviram, esta madrugada, de 55 para 49 o número de mortes na sequência de um acidente com um autocarro, ocorrido no sábado, em Campo Alegre, no estado de Santa Catarina, no sul do país. 

googlemaps

Segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Antonio Edival Pereira, 48 pessoas morreram no local do sinistro e outra no hospital, indica o jornal A Notícia.

Duas pessoas continuam encarceradas no interior do autocarro que seguia numa zona montanhosa, a 235 quilómetros de Florianópolis, quando se despistou e caiu de uma ribanceira com cerca de 400 metros.

As autoridades locais tinham informado anteriormente que 55 pessoas tinham perdido a vida no acidente do passado sábado.

Entre as vítimas mortais figuram oito crianças e 24 mulheres, indicou a porta-voz do governo regional Ana Paula Keller à agência AFP. 

Uma dezena de feridos foram transportados para vários hospitais da região, com múltiplas fraturas.

De acordo com o mesmo jornal, os passageiros pertenciam a uma comunidade evangélica que se dirigia para a cidade de Guaratuba, no estado do Paraná, para participar num ato religioso.

O acidente ocorreu numa curva fechada da Serra Dona Francisca, uma região turística do norte de Santa Catarina.

Nas operações de salvamento participam cerca de 100 pessoas, apoiadas por viaturas da polícia e bombeiros, bem como por um helicóptero.

LUSA
  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.