sicnot

Perfil

Mundo

Subiu para 51 o número de mortos num acidente de autocarro no estado brasileiro de Santa Catarina

Subiu para 51 o número de mortos num acidente de autocarro no estado brasileiro de Santa Catarina. O veículo caiu numa ravina com 400 metros.

imagens AP

É já considerada a maior tragédia nas estradas do Estado de Santa Catarina o último, com um autocarro argentino há 15 anos matou 42 pessoas. 
Este acidente na zona de Serra, conhecida como Dona Francisca, já ultrapassou a barreira dos 50 mais os feridos e dois desaparecidos que a polícia admite que possam estar debaixo do autocarro que caiu de uma ravina de cerca de 400 metros numa zona de difícil acesso sem luz, rede rádio ou telemóvel. 
Segundo as autoridades brasileiras tratava-se de um grupo que saiu de União da Vitória e atravessava Santa Catarina em direcção a um evento religioso em Guaratuba, no vizinho Paraná.
Há suspeitas de que haveria um outro autocarro envolvido na viagem
mas um problema técnico terá obrigado a concentrar todos os passageiros neste veículo maior
Com capacidade para 51 lugares sentados suspeita-se que o autocarro seguia sobrelotado e várias crianças não terão sido contabilizadas no número de passageiros.
Entre as vítimas mortais contam-se oito crianças, 3 adolescentes, 24 mulheres e 14 homens incluindo o motorista, que vai agora ser sujeito a autópsia para se perceber se existiu alguma alteração súbita no estado de saúde do condutor que possa ajudar a explicar este aparatoso despiste
que provocou mais de meia centena de vítimas.
  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42