sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 80 mortos em ataque de pastores contra agricultores na Nigéria

Pelo menos 80 pessoas morreram num ataque perpetrado no domingo por homens armados a comunidades agrárias do estado nigeriano de Bénoué, no centro da Nigéria, informaram hoje fontes parlamentares e policiais citadas pela agência noticiosa Efe.

Um balanço inicial divulgado no domingo dava conta de um total de 45 mortos. 

O ataque ocorreu na madrugada de domingo (05:00 locais e 04:00 em Lisboa), quando homens armados invadiram a comunidade Egba, segundo testemunhas citadas pela imprensa local. 

Os confrontos entre pastores nómadas e agricultores pela exploração de recursos são frequentes no centro da Nigéria. 

Um deputado pela circunscrição de Agatu, Alhaji Sule Audu, disse aos jornalistas: "Chegaram centenas de atacantes. Até agora foram recuperados 80 cadáveres".

Segundo Sule, moradores em fuga refugiram-se em Ogbalu e Obagaji, sede do governo local de Agatu, enquanto outros continuam deslocados.

Há mais de uma década, os confrontos relacionados com a ocupação da terra são frequentes entre criadores de gado muçulmanos 'fulani' e comunidades cristãs, nomeadamente no centro da Nigéria, país dividido entre um norte de maioria muçulmana e um sul de maioritárimente cristão.

A violência entre comunidades de agricultores e criadores de gado causaram dez mil mortos nos últimos 20 anos, no centro do país, de acordo com estimativas de organizações de defesa dos direitos humanos, como a Human Rights Watch. 

Os criadores de gado queixam-se há vários anos de estarem a perder terras para a agriculturas, afirmando serem vítimas de uma discriminação sistemática. 

Os conflitos diferem de estado para estado e ganham uma perspetiva religiosa nas regiões onde os agricultores são maioritariamente cristãos. 

 

Lusa
  • Ministra tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.