sicnot

Perfil

Mundo

Putin reaparece em público e desvaloriza rumores

O Presidente russo, Vladimir Putin, desvalorizou hoje os rumores sobre a sua saúde e paradeiro ao reaparecer em público depois de uma inabitual ausência de dez dias.

Putin, hoje

Putin, hoje

© POOL New / Reuters

"Ficaríamos aborrecidos se não houvesse rumores", disse Putin à imprensa após um encontro com o presidente do Quirguistão, Almazbek Atambaev, no Palácio de Constantino, em São Petersburgo.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, deu por seu lado uma resposta irónica sobre os rumores, que foram desde uma doença ou a morte de Putin, a um golpe de Estado ou uma viagem à Suíça para assistir ao nascimento de um filho.

"Bom, todos viram um presidente paralisado, raptado por generais e que chegou de avião da Suíça onde foi para um parto... Não queremos falar mais desse assunto, está tudo bem", disse.

Numa aparente tentativa para atestar a boa forma de Putin, o Presidente quirguiz disse que Putin, 62 anos, lhe mostrou pessoalmente o palácio: "O Presidente russo não só anda como corre enquanto passeia os convidados", disse Atambaev.

Vladimir Putin, frequentemente presente nos 'media' russos, não aparecia em público desde 05 de março, quando deu uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

Na semana passada, o Presidente cancelou parte importante da sua agenda, incluindo uma viagem ao Cazaquistão para um encontro trilateral com os Presidentes cazaque e bielorrusso e a assinatura de um acordo de cooperação com a região separatistas georgiana da Ossétia do Sul.


Lusa
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.