sicnot

Perfil

Mundo

Congressista norte-americano conhecido por 'Downton Abbey' demite-se

Um congressista republicano, alvo de críticas por redesenhar o seu escritório ao estilo da série "Downton Abbey", renunciou esta terça-feira abruptamente ao cargo, perante questões sobre esbanjamento de recursos públicos, noticia a Efe citando o jornal digital Politico.

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

© Amit Dave / Reuters

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem.

Schock já estava debaixo de fogo por ter gastado milhares de dólares do orçamento do seu gabinete numa renovação do seu escritório no Congresso, de modo a fazê-lo lembrar a série de televisão britânica "Downton Abbey", muito popular nos Estados Unidos.

"As perguntas constantes nas últimas seis semanas causaram uma grande distração, tornando muito difícil para mim servir a população do Distrito 18 com os altos padrões que eles merecem e que estabeleci para mim mesmo", declarou Aaron Schock.

De acordo com uma investigação do Politico, citada pela Efe, Schock solicitou o reembolso do equivalente a 277.644 quilómetros percorridos no seu veículo desportivo pessoal entre janeiro de 2010 e julho de 2014, embora tenha assinado documentos em como fez menos de metade dessa distância.

O congressista, que deixa o cargo a 31 de março, reembolsou o governo em 40 mil dólares (cerca de 37.730 euros) no mês passado.

O senador democrata Dick Durbin mostrou-se espantado com a renúncia súbita do seu colega de Illinois, mas adiantou que a sua resignação "sugere que muitas das acusações têm substância".

Segundo a Efe, o Escritório de Ética Congressional (Office of Congressional Ethics) terá aberto uma investigação a Schock o mês passado. 
Lusa
  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • Homem e cão resgatados das águas na Andaluzia
    0:32