sicnot

Perfil

Mundo

Congressista norte-americano conhecido por 'Downton Abbey' demite-se

Um congressista republicano, alvo de críticas por redesenhar o seu escritório ao estilo da série "Downton Abbey", renunciou esta terça-feira abruptamente ao cargo, perante questões sobre esbanjamento de recursos públicos, noticia a Efe citando o jornal digital Politico.

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

© Amit Dave / Reuters

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem.

Schock já estava debaixo de fogo por ter gastado milhares de dólares do orçamento do seu gabinete numa renovação do seu escritório no Congresso, de modo a fazê-lo lembrar a série de televisão britânica "Downton Abbey", muito popular nos Estados Unidos.

"As perguntas constantes nas últimas seis semanas causaram uma grande distração, tornando muito difícil para mim servir a população do Distrito 18 com os altos padrões que eles merecem e que estabeleci para mim mesmo", declarou Aaron Schock.

De acordo com uma investigação do Politico, citada pela Efe, Schock solicitou o reembolso do equivalente a 277.644 quilómetros percorridos no seu veículo desportivo pessoal entre janeiro de 2010 e julho de 2014, embora tenha assinado documentos em como fez menos de metade dessa distância.

O congressista, que deixa o cargo a 31 de março, reembolsou o governo em 40 mil dólares (cerca de 37.730 euros) no mês passado.

O senador democrata Dick Durbin mostrou-se espantado com a renúncia súbita do seu colega de Illinois, mas adiantou que a sua resignação "sugere que muitas das acusações têm substância".

Segundo a Efe, o Escritório de Ética Congressional (Office of Congressional Ethics) terá aberto uma investigação a Schock o mês passado. 
Lusa
  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.