sicnot

Perfil

Mundo

Congressista norte-americano conhecido por 'Downton Abbey' demite-se

Um congressista republicano, alvo de críticas por redesenhar o seu escritório ao estilo da série "Downton Abbey", renunciou esta terça-feira abruptamente ao cargo, perante questões sobre esbanjamento de recursos públicos, noticia a Efe citando o jornal digital Politico.

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem. (Arquivo)

© Amit Dave / Reuters

Aaron Schock, de 33 anos, tinha sido considerado uma estrela em ascensão no Partido Republicano, mas renunciou após novas notícias, que o acusam de ter requerido dezenas de milhares de dólares em reembolsos de quilometragem.

Schock já estava debaixo de fogo por ter gastado milhares de dólares do orçamento do seu gabinete numa renovação do seu escritório no Congresso, de modo a fazê-lo lembrar a série de televisão britânica "Downton Abbey", muito popular nos Estados Unidos.

"As perguntas constantes nas últimas seis semanas causaram uma grande distração, tornando muito difícil para mim servir a população do Distrito 18 com os altos padrões que eles merecem e que estabeleci para mim mesmo", declarou Aaron Schock.

De acordo com uma investigação do Politico, citada pela Efe, Schock solicitou o reembolso do equivalente a 277.644 quilómetros percorridos no seu veículo desportivo pessoal entre janeiro de 2010 e julho de 2014, embora tenha assinado documentos em como fez menos de metade dessa distância.

O congressista, que deixa o cargo a 31 de março, reembolsou o governo em 40 mil dólares (cerca de 37.730 euros) no mês passado.

O senador democrata Dick Durbin mostrou-se espantado com a renúncia súbita do seu colega de Illinois, mas adiantou que a sua resignação "sugere que muitas das acusações têm substância".

Segundo a Efe, o Escritório de Ética Congressional (Office of Congressional Ethics) terá aberto uma investigação a Schock o mês passado. 
Lusa
  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.