sicnot

Perfil

Mundo

Indonésia encerra buscas pelos 56 desaparecidos no acidente de avião da AirAsia

A Indonésia decidiu pôr hoje fim às buscas pelas vítimas do acidente do avião da AirAsia, ocorrido em dezembro de 2014, apesar de 56 pessoas nunca terem sido encontradas.

© Darren Whiteside / Reuters

A 28 de dezembro, o voo QZ8501, com 162 pessoas a bordo, fazia uma curta viagem entre a cidade indonésia de Surabaya e Singapura tendo apanhado mau tempo e caído no Mar de Java, o que desencadeou uma busca internacional, com navios e aeronaves de vários países a envidar esforços para encontrar destroços do avião, um Airbus A320-200, e as vítimas. 

Nas últimas semanas, a busca sofreu um recuo assinalável, com a retirada de navios estrangeiros e de militares indonésios, que tinham facultado a maior parte do pessoal e do equipamento.

As equipas da agência civil de busca e salvamento da Indonésia prosseguiram a busca, embora numa escala menor, e encontraram mais alguns corpos e restos do Airbus, mas a coordenação decidiu que os esforços iam "terminar completamente" hoje, devendo os quatro navios ainda envolvidos no processo regressar a Jacarta na quarta-feira.

Ao todo, foram recuperados os corpos de 106 ocupantes do avião, permanecendo 56 por encontrar, mas Tony Fernandes, responsável pela AirAsia, companhia aérea de baixo custo da Malásia, considerou, citado pela agência AFP, que a operação foi "bem-sucedida" mas "não podia durar para sempre", tendo o fim das buscas sido determinado "com o acordo das famílias das vítimas".

Até agora, o Comité de Segurança dos Transportes da Indonésia lançou pouca luz sobre as causas do acidente ou o que ocorreu nos momentos antes da tragédia, sabendo-se apenas que a queda do aparelho foi rápida e que, momentos antes, o copiloto estava aos comandos do avião, em lugar do piloto, mais experiente.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.