sicnot

Perfil

Mundo

Irão diz que acordo sobre nuclear está próximo, Estados Unidos mais cautelosos

O Irão diz ter resolvido com os Estados Unidos "90 por cento das questões técnicas" sobre o programa nuclear, mas Washington reitera que hipóteses de acordo se mantêm nos 50 por cento.

© Brian Snyder / Reuters

As negociações bilaterais entre Irão e Estados Unidos sobre a questão nuclear, que estão a decorrer em Lausanne, na Suíça, devem estar concluídas até final do mês.

A partir de Teerão, Ali Akbar Salehi, chefe da Organização de Energia Atómica Iraniana, disse hoje, citado pela página na internet da televisão estatal, que "90 por cento das questões técnicas" estão resolvidas.

De acordo com o mesmo responsável, persistem "divergências apenas sobre uma questão maior", que vão "tentar resolver no encontro desta noite" entre os chefes da diplomacia dos dois países, Muhammad Javad Zarif e John Kerry, que hoje estiveram reunidos durante quatro horas.

Do lado dos Estados Unidos, o otimismo é mais refreado, com um porta-voz da Casa Branca a dizer que, para o Presidente Barack Obama, as hipóteses de se chegar a um acordo permanecem nos 50 por cento.

"A probabilidade de se atingir um acordo não se alterou", afirmou Josh Earnest. "O cenário, na melhor das hipóteses, é de 50/50", concretizou.

O Irão e as potências do Grupo 5+1 (EUA, China, Rússia, França, Reino Unido e Alemanha) tentam chegar a um acordo de princípio sobre o programa nuclear de Teerão até 31 de março.

A intenção é autorizar algumas atividades nucleares civis, mas impedir Teerão de adquirir uma arma atómicas através do seu controverso programa nuclear, sendo que, em troca dessa garantia, as sanções internacionais sobre a economia iraniana seriam gradualmente levantadas.

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Pensões vão subir em janeiro

    Economia

    As pensões vão subir entre 1 e 1,8% em janeiro próximo. O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou esta quinta-feira o valor da inflação, que vai definir a atualização das reformas em 2018.

  • Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

    Mundo

    Uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou hoje à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero, de acordo com o relatório final. O mesmo documento, com 189 recomendações e 17 volumes, indicou que deve também ser esclarecido até onde vai o segredo da confissão quando estão em causa provas de crimes contra menores.

  • Trabalhos de estabilização de solos nas áreas ardidas começam na Lousã
    1:24

    País

    Vários concelhos afetados pelos incêndios estão a começar a receber uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas. O trabalho arrancou esta quinta-feira na zona da Lousã e tem como objetivo reduzir o impacto da chuva nos terrenos afetados pelos fogos. Nos trabalhos, estão presentes o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro e a Força Especial de Bombeiros.

  • Anúncio de lince ibérico no OLX sob investigação
    1:25

    País

    A GNR está a investigar um anúncio de venda de um lince ibérico no site de classificados OLX. As autoridades admitem poder tratar-se de uma bricandeira, mas sendo o lince uma espécie protegida e a sua captura e venda um crime, o caso está a ser investigado. O anúncio foi entretanto retirado do site.