sicnot

Perfil

Mundo

Supermercados venezuelanos limitam venda de alguns produtos a um dia da semana

A Central Madeirense (CM), uma das principais redes de supermercados portugueses da Venezuela, anunciou esta terça-feira que venderá produtos escassos no mercado apenas uma vez por semana a cada cliente.

Cada cliente poderá comprar somente de acordo com a terminação do seu Bilhete de Identidade (BI) venezuelano, refere o anúncio colocado na entrada das 54 sucursais da rede de supermercados. (Arquivo)

Cada cliente poderá comprar somente de acordo com a terminação do seu Bilhete de Identidade (BI) venezuelano, refere o anúncio colocado na entrada das 54 sucursais da rede de supermercados. (Arquivo)

© Jorge Silva / Reuters

Cada cliente poderá comprar somente de acordo com a terminação do seu Bilhete de Identidade (BI) venezuelano, refere o anúncio hoje colocado na entrada das 54 sucursais da rede de supermercados. 

A verificação será feita por um segurança nas filas de compradores, que só deixará passar os clientes de acordo com o número do documento de identificação.

As restrições, segundo fonte da rede de supermercados, aplicam-se apenas para quase três dezenas de produtos cujos preços são subsidiados pelo Governo venezuelano e que os clientes se queixam de que são difíceis de conseguir no mercado local.

"O serviço de padaria, aparelhos e outros alimentos (cujo preço não está regulado) podem adquirir-se sem restrição, dependendo de existirem" em stock, disse a mesma fonte.

Na Venezuela são cada vez mais frequentes as queixas dos venezuelanos sobre as dificuldades para conseguir produtos essenciais como o leite, óleo, café, açúcar, margarina, fraldas, papel higiénico, lâminas de barba, champô, sabonetes, preservativos, entre outros.

Diariamente os supermercados registam grandes filas de clientes à procura de produtos que muitas vezes são comprados na totalidade sem sequer serem colocados nas prateleiras.

Para conseguir os produtos, os venezuelanos podem ter de estar várias horas diárias nas filas de diferentes estabelecimentos comerciais.
Lusa
  • A derrota que envergonhou a Argentina e apurou a Croácia

    Mundial 2018 / Argentina

    A Croácia garantiu esta quinta-feira a passagem aos oitavos de final do Mundial 2018. A seleção croata bateu a Argentina por 3-0 e deixou os sul-americanos com as contas do apuramento muito complicadas. Veja aqui os golos e os principais lances do encontro.

  • A "saída limpa" da Grécia ao fim de oito anos de resgates
    0:54
  • Lisboa vence prémio Capital Europeia Verde de 2020

    País

    A cidade de Lisboa venceu o prémio de Capital Europeia Verde de 2020, anunciou o comissário da União Europeia para o Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, numa cerimónia que decorreu em Nijmegen, na Holanda.

  • Trump culpa democratas pela separação de pais e filhos
    0:22
  • Melania quer famílias reunidas "o mais rápido possível"
    0:35

    Mundo

    A primeira dama dos Estados Unidos fez uma visita surpresa a um centro de detenção de crianças, na fronteira com o México. As imagens mostram a mulher de Donald Trump reunida com responsáveis, não se sabendo para já se Melania teve ou não contacto direto com algumas das crianças detidas.