sicnot

Perfil

Mundo

Tunísia neutraliza rede de recrutamento de combatentes islâmicos

Pelo menos 22 tunisinos foram detidos por pertencerem a uma rede de recrutamento de jovens da região de Qairouan, que depois eram enviados para combater em nome da jihad na Líbia, disseram hoje as autoridades da Tunísia.

© Zoubeir Souissi / Reuters

Entre os presos encontram-se estudantes e funcionários do Estado integrados em quatro células especializadas no recrutamento de jovens que eram enviados para campos de treino em território líbio, dirigidos por extremistas da Tunísia, refere em comunicado o Ministério do Interior do Governo de Tunes.

Após a formação militar, os extremistas passavam a integrar as milícias armadas que operam em diferentes zonas da Líbia.

A polícia da Tunísia apreendeu ainda cerca de 200 computadores, telemóveis e dinheiro.

Esta é a primeira vez que as autoridades tunisinas neutralizam uma organização ligada ao extremismo islâmico destinadas a operar na Líbia, já que as redes que foram detetadas anteriormente recrutavam jovens para combater no Iraque e na Síria.

A organização extremista islâmica "Ansar al Sharia" (Seguidores da Lei Divina) está a operar desde 2013 e encontra-se implantada na Líbia e que também serve de retaguarda a líderes do Estado Islâmico.

No domingo, foi capturado um grupo de 10 tunisinos que pretendiam cruzar a fronteira em direção à Líbia, na região sul, e que pretendiam juntar-se aos combatentes em território líbio.

Lusa

  • Cavaco apela ao voto contra a eutanásia
    1:09

    País

    A eutanásia será discutida no Parlamento na terça-feira e os deputados do PS e PSD terão liberdade de voto. O PCP e CDS já se anteciparam e garantem que vão votar contra. Cavaco Silva é outra voz crítica em relação a esta questão. O ex-Presidente da República diz que é a decisão mais grave que os deputados podem tomar e apela que nas legislativas de 2019 não se vote nos partidos que forem a favor da morte medicamente assistida.

  • Papa terá pedido a bispos que rejeitem seminaristas homossexuais
    1:15
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC

  • Moradores de Lake Worth recebem alerta para invasão de mortos-vivos

    Mundo

    E se de repente recebesse uma mensagem que alertava que a sua cidade estava a ser atacada por mortos-vivos? Foi o que aconteceu com os moradores da cidade norte-americana de Lake Worth, que foram surpreendidos durante a madrugada por uma mensagem de emergência dos serviços estatais, que os avisava de "atividade extrema de mortos-vivos".

    SIC