sicnot

Perfil

Mundo

Apresentador alemão confessa ter manipulado vídeo de Varoufakis a fazer gesto obsceno

Um apresentador de televisão alemão confessou esta quarta-feira ter manipulado um vídeo polémico em que aparece o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, a fazer um gesto obsceno contra a Alemanha, emitido durante um programa de grande audiência.

O vídeo, depois de manipulado, foi divulgado domingo à noite no programa de debate político de grande audiência na Alemanha, onde participava o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, que disse imediatamente que aquelas imagens eram falsas. (Arquivo)

O vídeo, depois de manipulado, foi divulgado domingo à noite no programa de debate político de grande audiência na Alemanha, onde participava o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, que disse imediatamente que aquelas imagens eram falsas. (Arquivo)

ANDREA BUTTI / Lusa

Jan Bohmermann, apresentador de um programa satírico da televisão pública alemã, explicou hoje, num vídeo divulgado no sítio na Internet do seu programa, a origem da manipulação e como a fez.

"Respirem profundamente, não caiam da vossa cadeira, têm de ter coragem", anuncia o apresentador.

Segundo o apresentador, o vídeo foi feito na Croácia em 2013, durante o festival de Zagreb, e o gesto obsceno foi inserido o mês passado pela sua equipa.

O vídeo, depois de manipulado, foi divulgado domingo à noite no programa de debate político de grande audiência na Alemanha, onde participava o ministro das Finanças grego, Yanis Varoufakis, que disse imediatamente que aquelas imagens eram falsas.

A produção do programa de debate político emitiu um comunicado a atestar a veracidade do vídeo e que não tinha sido encontrado nenhum sinal de manipulação com base em "vários especialistas".

Jan Bohmermann já pediu desculpa ao ministro das Finanças grego.
Lusa
  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".