sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 100 mil pessoas assinalam em Moscovo primeiro aniversário da anexação da Crimeia

Mais de 100 mil pessoas, segundo as primeiras estimativas da polícia russa, concentraram-se hoje na Praça Vermelha, em Moscovo, para celebrar o primeiro aniversário da anexação da Crimeia à Rússia.

© Maxim Shemetov / Reuters

Num ambiente festivo, com bandeiras e balões de cores, os participantes reuniram-se junto da catedral de São Basílio e dos muros do Kremlin (sede da Presidência russa) para assistirem a um concerto comemorativo, com vários artistas e intervenções políticas, sob o lema "Estamos juntos".

Entre os vários cartazes exibidos pelos manifestantes podia ler-se a frase "Eu sou Crimeia", segundo a agência espanhola EFE.

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, não confirmou, mas também não excluiu, a possível presença do Presidente russo, Vladimir Putin, no evento.

Putin presidiu hoje a uma reunião governamental dedicada à reunificação da Crimeia com a Rússia, na qual felicitou o povo russo pela anexação.

A 16 de março de 2014, os habitantes da Crimeia, península situada no sul da Ucrânia e de maioria russófona, aprovaram em referendo a sua reintegração na Federação da Rússia.  

O referendo, aprovado por 97% dos eleitores segundo as autoridades da Crimeia, mas denunciado como ilegal por Kiev e pelos países ocidentais, iniciou um ano de conflitos diplomáticos sem precedentes desde o final da Guerra fria. 

Em simultâneo, deu alento às ambições separatistas no leste da Ucrânia, onde um conflito armado já provocou mais de 6.000 mortos. 

Dois dias depois do referendo (dia 18), e num desafio às sanções anunciadas pelo Ocidente, Putin assinava um decreto sobre a integração da Crimeia na Rússia.

Putin reconhece que as sanções económicas ocidentais impostas após a anexação prejudicaram a Rússia, mas nega que tenham sido "fatais".

Lusa

  • Crimeia referendou anexação à Rússia há um ano
    2:12

    Mundo

    Faz hoje um ano que a Crimeia votou o referendo de anexação à Russia, com mais de 90 por cento de votos a favor. A União Europeia reafirmou já esta manhã que continua a não reconhecer a independência da península e que a anexação viola o direito internacional.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Proteção Civil aponta falhas do SIRESP, operadora diz que esteve à altura do fogo
    4:22
  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.