sicnot

Perfil

Mundo

Sismo de magnitude 6.3 abala região sul do Chile

Um sismo de 6,3 graus de magnitude na escala aberta de Richter foi sentido esta quarta-feira nas regiões do sul do Chile de O'Higgins, Maule, Bio Bio e La Araucania, onde estão cerca de 40 cidades e localidades.

O Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile indicou que o fenómeno telúrico foi sentido às 15:27 locais (18:27 de Lisboa) e se situou a 119 quilómetros a oeste de Cobquecura, a 413 quilómetros a sul de Santiago e a 22,2 quilómetros de profundidade. (Arquivo)

O Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile indicou que o fenómeno telúrico foi sentido às 15:27 locais (18:27 de Lisboa) e se situou a 119 quilómetros a oeste de Cobquecura, a 413 quilómetros a sul de Santiago e a 22,2 quilómetros de profundidade. (Arquivo)

© Ivan Alvarado / Reuters

Os primeiros relatos do abalo, que ocorreu no Oceano Pacífico, não dão conta de vítimas nem de estragos materiais. 

O Centro Sismológico Nacional da Universidade do Chile indicou que o fenómeno telúrico foi sentido às 15:27 locais (18:27 de Lisboa) e se situou a 119 quilómetros a oeste de Cobquecura, a 413 quilómetros a sul de Santiago e a 22,2 quilómetros de profundidade.

O Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada afastou a possibilidade de o tremor de terra causar um maremoto que afete as costas chilenas. 

Por seu turno, o Serviço Nacional de Emergência, que depende do Ministério da Interior, indicou que o sismo flutuou entre os cinco e os três graus da escala internacional de Mercalli, que vai de um a 12.

Um sismo com uma magnitude entre 6,0 e 6,9 como este é considerado "forte".

A escala de Richter tem uma escala logarítmica, em que cada aumento de número inteiro -- de cinco para seis, por exemplo - representa a decuplicação da amplitude e, em termos de energia, a libertação de uma quantidade 31 vezes superior ao do número inteiro anterior.  
Lusa
  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.