sicnot

Perfil

Mundo

Mulher detida no Colorado por esventrar grávida e roubar feto

Uma mulher foi detida no Colorado, Estados Unidos, e acusada de assassínio depois de ter esventrado uma mulher grávida de sete meses e retirado o feto, informou esta quinta-feira a polícia norte-americana.

Na imagem, a autora do ataque, Dynel Lyne, de 34 anos.

Na imagem, a autora do ataque, Dynel Lyne, de 34 anos.

AP

A vítima, de 26 anos, que se encontrou com a autora do ataque em resposta a um anúncio para vender roupas de crianças, foi operada e sobreviveu, mas o feto morreu.

A autora do ataque, de 34 anos, transportou o bebé para o hospital, alegando ter tido um abordo espontâneo.

Depois de receber uma chamada da vítima, a polícia "entrou na casa e viu uma mulher espancada e esfaqueada no estômago", disse o chefe da polícia local, Jeff Satur.

"Mais tarde soubemos que a mulher estava grávida e que o bebé tinha sido levado. A vítima foi transportada para o hospital, onde foi submetida a uma cirurgia e está a recuperar", explicou o polícia.

"A autora do ataque foi localizada no mesmo hospital com um bebé morto. Suspeita e vítima não se conheciam antes do incidente", acrescentou o polícia.
Lusa
  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.