sicnot

Perfil

Mundo

Obama já telefonou a Netanyahu para o felicitar pela vitória eleitoral

O Presidente dos EUA, Barack Obama, telefonou hoje ao primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, para o felicitar pela vitória nas eleições de terça-feira, chamada que se demorou dadas as tensões entre estes líderes.  

© Yuri Gripas / Reuters

"O Presidente sublinhou a importância que os EUA têm para a cooperação militar, as informações e a segurança de Israel, o que reflete a profunda e permanente colaboração entre ambos os países", sinalizou a Casa Branca, em comunicado. 

As relações entre Obama e Netanyahu foram abaladas pelas negociações entre os EUA e o Irão com vista a chegar a um acordo sobre o programa nuclear deste, o que é recusado pelo primeiro-ministro israelita, bem como pelas mudanças de posição de Netanyahu sobre a resolução do conflito do Médio Oriente, através da criação de dois Estados, um israelita e outro palestiniano. 

Sobre o Irão, Obama disse a Netanyahu que os EUA querem "um acordo global com o Irão" que impeça os dirigentes de Teerão de obter uma arma nuclear e que, ao mesmo tempo, "a natureza exclusivamente pacífica do seu programa" possa ser verificada de forma segura pela comunidade internacional.

Os EUA já manifestaram a sua preocupação depois das afirmações de Netanyahu anteriores à votação, realizada na terça-feira, em que garantiu que não permitiria a criação de um Estado palestiniano, quando as sondagens não lhe eram favoráveis. 

"Creio que qualquer pessoa que estabeleça hoje um Estado palestiniano e ceda terras, está a dar motivos para um ataque do Islão radical contra o Estado de Israel", afirmou na segunda-feira, véspera de eleições. 

Porém, em entrevista emitida hoje pela televisão norte-americana NBC, tornou a mudar de opinião. 

"Não mudei a minha política", disse. "Não quero uma solução de um só Estado. Quero uma solução de dois Estados sustentável, pacífica", adiantou. 










Lusa
  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.