sicnot

Perfil

Mundo

Autores de atentado em Tunes foram treinados na Líbia

Os dois autores do atentado do Museu do Bardo em Tunes, que causaram a morte a 21 pessoas, incluindo 20 turistas, tiveram treino militar na Líbia, afirmou o secretário de Estado tunisino para a Segurança.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Stringer . / Reuters

Trata-se de "dois elementos extremistas salafistas takfiris. Eles deixaram clandestinamente o país em dezembro e foram receber treino militar na Líbia", antes de voltarem para a Tunísia, disse na quinta-feira à noite Rafik Chelly à estação privada AlHiwar Ettounsi.

 

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou o ataque de quarta-feira contra um museu de Tunes, em que morreram 21 pessoas, numa mensagem áudio divulgada na quinta-feira.

 

O ataque ao Museu Nacional do Bardo é o mais grave contra estrangeiros na Tunísia desde o atentado suicida contra uma sinagoga em Djerba (sul), em que morreram 14 alemães e dois franceses, além de cinco tunisinos, em 2002, reivindicado pela Al-Qaeda.


Lusa