sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 17 mortos em duplo atentado na cidade síria de Al Hasaka

Pelo menos 17 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas, esta sexta-feira, num duplo atentado contra uma concentração de curdos na cidade síria de Al Hasaka, quando celebravam a festa de Noruz, disse à Efe um porta-voz militar curdo sírio.

Em declarações através da Internet, o porta-voz da Unidade de Proteção do Povo (milícias curdas sírias), Ridor Jalil, sublinhou que entre as vítimas há menores e mulheres. (Arquivo)

Em declarações através da Internet, o porta-voz da Unidade de Proteção do Povo (milícias curdas sírias), Ridor Jalil, sublinhou que entre as vítimas há menores e mulheres. (Arquivo)

© Omar Sanadiki / Reuters

Em declarações através da Internet, o porta-voz da Unidade de Proteção do Povo (milícias curdas sírias), Ridor Jalil, sublinhou que entre as vítimas há menores e mulheres.

Jalil acrescentou que as investigações já se iniciaram e indicam que um carro bomba explodiu no meio da multidão que celebrava Noruz (chegada da primavera), desconhecendo-se se havia alguém a bordo.

De seguida, explodiu outro engenho no mesmo sítio, adiantou Jalil, que no início tinha falado de dois terroristas suicidas que se deslocavam em bicicletas bomba.

O Observatório dos Direitos Humanos Sírio acrescentou que há 100 vítimas, entre mortos e feridos.

Segundo a versão da Organização Não-Governamental (ONG), um suicida pertencente ao grupo terrorista Estado Islâmico fez-se explodir com uma bomba que transportava no meio de um grupo de pessoas do bairro de Al Mufti, em Al Hasaka.

A segunda explosão deu-se noutra zona, adiantou o Observatório.

O Noruz é uma festa de tradição zoroástrica em que os curdos comemoram a chegada do solstício da primavera, e que no Irão marca o início do ano.

Estima-se que os curdos representem 9% dos habitantes na Síria e vivam na região de Al Yazira, em Al Hasaka, e nos enclaves de Afrin e Kobani, em Alepo
Lusa
  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19