sicnot

Perfil

Mundo

Superfície gelada do oceano Ártico no inverno reduz-se para mínimo histórico

A superfície gelada do oceano Ártico no Inverno registou no passado dia 25 de fevereiro um mínimo histórico, segundo informação do Centro Nacional de Dados sobre Neve e Gelo (NSIDC) dos Estados Unidos, divulgada hoje pelos 'media' do país.

© US COAST GUARD / Reuters

A área de gelo ficou-se pelos 14,54 milhões de quilómetros quadrados, a máxima extensão verificada este ano mas a menor registada no inverno, assinalou o Centro Nacional, que faz parte da Universidade do Colorado e tem o apoio da Agência Espacial dos EUA (NASA).

O manto gelado sofreu uma redução de 1,1 milhões de quilómetros quadrados, em comparação com a média registada entre 1981 e 2010, que aponta para 15,64 milhões de quilómetros quadrados.

A superfície gelada alcançou a sua máxima extensão duas semanas antes da média verificada no período 1981-2010, em que a área máxima foi atingida no dia 12 de março.

Os cientistas acreditam que a redução da superfície gelada pode dever-se, entre outros motivos, ao facto de o mês de fevereiro ter sido inesperadamente quente em algumas zonas da Rússia e do Alasca.

No entanto, "é possível que ocorra um aumento do crescimento da área gelada no fim da temporada", alertam os peritos do Centro Nacional de Dados sobre Neve e Gelo, que, no início de abril, publicarão dados atualizados sobre as condições do oceano Ártico.

Outras investigações têm mostrado que a perda da área gelada devido ao aquecimento global acelera o aumento da temperatura nos mares e na atmosfera. O gelo aumenta o reflexo dos raios solares na sua superfície e, quando derrete, a água do oceano absorve mais energia solar e aquece mais depressa.

Lusa
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.