sicnot

Perfil

Mundo

Tropas norte-americanas deixam base aérea do sul do Iémen

As forças militares norte-americanas presente na base aérea de Al-Anad, no sul do Iémen, deixaram a área por razões de segurança, disse hoje fonte militar citada pela agência noticiosa France Press (AFP).

© Mohamed Al-Sayaghi / Reuters

Também os membros das unidades antiterrorismo do Iémen, que foram treinados por forças norte-americanas, deixaram a base em Al-Anad.

As tropas deixaram a base ao final de sexta-feira para um "destino desconhecido", acrescentou à AFP a fonte da base localizada na província Lahj (na região sul do Iémen).

Pelo menos 29 pessoas morreram na sexta-feira em combates em Lahj entre forças iemenitas e homens armados, que incluíam militantes da Al-Qaeda e separatistas do sul.

As tropas norte-americanas estavam a recolher informação para atacar a Al-Qaeda com drones.

O Iémen é um aliado 'chave' dos Estados Unidos (EUA), que conseguiram fazer vários ataques contra o braço da Al-Qaeda na Península Arábica, considerada por Washington o ramo mais perigoso da rede 'jihadista'. 

Lusa
  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.