sicnot

Perfil

Mundo

Rebeldes xiitas assumem controlo do aeroporto de Taiz, no Iémen

A milícia xiita dos huthis assumiu hoje o controlo do aeroporto de Taiz, no sudoeste e a segunda maior cidade do Iémen, e começou a enviar forças para Aden, onde reside o presidente iemenita, Abd Rabbo Mansur Hadi.  O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai realizar este domingo uma reunião de emergência devido à violência naquele país, depois de tropas norte-americanas terem retirado de uma base aérea estratégica.

© Stringer . / Reuters

Testemunhas em Taiz, citadas pela Efe, afirmaram que milicianos huthis, vestidos com uniformes das Forças Especiais, ocuparam tanto o aeroporto como um aeródromo militar próximo. Também assumiram o controlo do complexo onde estão localizados os tribunais da cidade, que se encontra a 250 quilómetros de Sana e cujos habitantes são maioritariamente sunitas. 

A população de Taiz segue a escola sunita Al Shafai, enquanto a maioria das zonas em mãos dos huthis - no norte e no centro - professam o dogma xiita zaidi, o mesmo do grupo. 

Por outro lado, testemunhas na província de Zemar, a sul de Sana, explicaram que uma coluna composta por tanques e camiões de transporte militar cruzou a zona em direção à província meridional de Al Dalea, a caminho de Aden. 

A 21 de fevereiro último o presidente iemenita Haidi fugiu para Aden, depois dos huthis terem tomado o poder, estando a partir daí a reorganizar os efetivos do Exército e a Polícia que lhe são leais para travar o avanço do grupo xiita. 

Na última quinta-feira, aviões de combate huthis bombardearam o Palácio Presidencial de Aden, na sequência de violentos combates entre forças partidárias e opositoras do presidente no aeroporto. 

O Iémen está mergulhado num profundo conflito político, agravado desde que o presidente Haidi recuou no mês passado na sua demissão e anunciou que continuava a ser o presidente legítimo do país, ao contrário do ditado pelos 'huthis'. 

O país também enfrenta operações dos jihadistas que atacam com frequência as forças militares e de segurança e a comunidade xiita. 

Situação do Iémen analisada hoje pelo Conselho de Segurança

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai realizar hoje uma reunião de emergência devido à violência no Iémen, depois de tropas norte-americanas terem retirado de uma base aérea estratégica.

O encontro acontece a pedido do Presidente Abedrabbo Mansour Hadi, após vários atentados suicidas em mesquitas do país que provocaram, pelo menos, 142 mortos na sexta-feira e foram reclamados pelo Estado Islâmico.
  • Polémica "Supernanny" em debate hoje na SIC
    2:25
  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC