sicnot

Perfil

Mundo

Rebeldes xiitas assumem controlo do aeroporto de Taiz, no Iémen

A milícia xiita dos huthis assumiu hoje o controlo do aeroporto de Taiz, no sudoeste e a segunda maior cidade do Iémen, e começou a enviar forças para Aden, onde reside o presidente iemenita, Abd Rabbo Mansur Hadi.  O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai realizar este domingo uma reunião de emergência devido à violência naquele país, depois de tropas norte-americanas terem retirado de uma base aérea estratégica.

© Stringer . / Reuters

Testemunhas em Taiz, citadas pela Efe, afirmaram que milicianos huthis, vestidos com uniformes das Forças Especiais, ocuparam tanto o aeroporto como um aeródromo militar próximo. Também assumiram o controlo do complexo onde estão localizados os tribunais da cidade, que se encontra a 250 quilómetros de Sana e cujos habitantes são maioritariamente sunitas. 

A população de Taiz segue a escola sunita Al Shafai, enquanto a maioria das zonas em mãos dos huthis - no norte e no centro - professam o dogma xiita zaidi, o mesmo do grupo. 

Por outro lado, testemunhas na província de Zemar, a sul de Sana, explicaram que uma coluna composta por tanques e camiões de transporte militar cruzou a zona em direção à província meridional de Al Dalea, a caminho de Aden. 

A 21 de fevereiro último o presidente iemenita Haidi fugiu para Aden, depois dos huthis terem tomado o poder, estando a partir daí a reorganizar os efetivos do Exército e a Polícia que lhe são leais para travar o avanço do grupo xiita. 

Na última quinta-feira, aviões de combate huthis bombardearam o Palácio Presidencial de Aden, na sequência de violentos combates entre forças partidárias e opositoras do presidente no aeroporto. 

O Iémen está mergulhado num profundo conflito político, agravado desde que o presidente Haidi recuou no mês passado na sua demissão e anunciou que continuava a ser o presidente legítimo do país, ao contrário do ditado pelos 'huthis'. 

O país também enfrenta operações dos jihadistas que atacam com frequência as forças militares e de segurança e a comunidade xiita. 

Situação do Iémen analisada hoje pelo Conselho de Segurança

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai realizar hoje uma reunião de emergência devido à violência no Iémen, depois de tropas norte-americanas terem retirado de uma base aérea estratégica.

O encontro acontece a pedido do Presidente Abedrabbo Mansour Hadi, após vários atentados suicidas em mesquitas do país que provocaram, pelo menos, 142 mortos na sexta-feira e foram reclamados pelo Estado Islâmico.
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Nicolás Maduro quer convocar "cimeira mundial de solidariedade"

    Mundo

    O Presidente venezuelano, Nicolás Maduro, reiterou este sábado que convocará uma "cimeira mundial de solidariedade" com o país, que permita atenuar a "campanha criminosa" que considera existir contra a Venezuela, cujo Governo está cada vez mais isolado internacionalmente.

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.