sicnot

Perfil

Mundo

Human Rights Watch insta à retirada de apoio ao tribunal internacional do Camboja

A Human Rights Watch instou hoje a ONU a retirar o apoio ao tribunal internacional do Camboja que julga os Khmer Vermelhos, caso prossigam as intromissões do Governo, liderado por ex-membros do regime.

© Damir Sagolj / Reuters

"A recusa do Governo cambojano em cooperar para colocar perante o tribunal, apoiado pela ONU, os líderes dos Khmer Vermelhos é a última gota, depois de anos de obstruções, atrasos e corrupção", disse o diretor para a Ásia da Human Rights Watch (HRW), Brad Adams, em comunicado que recorda também que a ação dos Khmer provocou 1,7 milhões de mortos.


O juiz Mark Harmon apresentou no início do mês acusações de rebeldia contra dois membros dos Khmer Vermelhos, depois de o seu homólogo cambojano se recusar a encaminhar o caso para a polícia.


Segunda a HRW, esta situação deve-se à política de "não cooperação" instigada pelo primeiro-ministro Hun Sen que, em fevereiro, alertou para o risco de uma nova guerra civil caso o tribunal insistisse em abrir novos processos contra ex-membros dos Khmer Vermelhos.


Hun Sen foi chefe dos Khmer Vermelhos, mas desertou de modo a fugir das purgas políticas, unindo-se à ofensiva liderada pelo Vietname que derrubou o regime encabeçado por Pol Pot em 1979.


Desde que começou a funcionar, em 2006, o tribunal já custou 205 milhões de dólares (190 milhões de euros) e, até ao momento, emitiu duas sentenças, uma contra o ex-diretor da prisão S-21 Keing Guek Eav, conhecido como Duch, e outra contra o ex-chefe de Estado Khieu Samphan e o número dois da organização Nuon Chea. 


Todos foram condenados a prisão perpétua - Keing Guek Eav pela responsabilidade na tortura e assassinato de 17.000 pessoas e Khieu Samphan e Nuon Chea por crimes contra a humanidade.



  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Ricardo Salgado constituído arguido e interrogado no DCIAP
    2:46

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES está a ser ouvido no DCIAP, a responder às questões do procurador Rosário Teixeira e do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva. Têm sido levantadas dúvidas quanto ao dinheiro em contas de Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, e suspeita-se que grande parte desses 20 milhões de euros tenham vindo de sociedades com ligação ao grupo Espírito Santo.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".