sicnot

Perfil

Mundo

Iémen sob ameaça de uma guerra civil

A tensão mantém-se no Iémen. Esta segunda-feira, houve registo de novos confrontos na cidade de Taiz, no sudoeste do país. Os receios de uma guerra civil crescem de dia para dia.

O Iémen tornou-se num autêntico campo de batalha, com confrontos entre as forças leais ao Presidente e apoiantes do antigo chefe de Estado, aliado dos Houthis, os rebelde xiitas que controlam o norte.

O Iémen tornou-se num autêntico campo de batalha, com confrontos entre as forças leais ao Presidente e apoiantes do antigo chefe de Estado, aliado dos Houthis, os rebelde xiitas que controlam o norte.

© Stringer . / Reuters

Os Houthis, do movimento rebelde xiita que que se opõe ao Presidente, tomaram o centro da cidade. Vários residentes em Taiz contam que, durante o fim-de-semana, as milícias tinham já ocupado o aeroporto militar local.

Na sequência desse avanço, vários manifestantes concentraram-se, esta segunda-feira, junto a um campo militar, na tentativa de prevenir o avanço dos rebeldes e o ataque à cidade portuária de Aden, no sul.

O Iémen tornou-se num autêntico campo de batalha, com confrontos entre as forças leais ao Presidente e apoiantes do antigo chefe de Estado, aliado dos Houthis, os rebelde xiitas que controlam o norte.
  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Ano letivo "de uma maneira geral começou bem"

    País

    O Presidente da República considerou esta sexta-feira que o ano letivo "de uma maneira geral começou bem" e defendeu a possibilidade serem feitas "correções" a situações "injustas ou discutíveis" entre os concursos que se realizam de quatro em quatro anos.