sicnot

Perfil

Mundo

Comissão Europeia pede "libertação imediata" de feministas chinesas

A Comissão Europeia pediu a "libertação imediata" das cinco ativistas chinesas dos direitos das mulheres detidas há cerca de duas semanas, disse o porta-voz da Comissão num comunicado difundido hoje pela delegação da União Europeia na China. 

© Yannis Behrakis / Reuters

"A recente prisão e detenção das ativistas por elas pretenderem lançar uma campanha contra o assédio sexual por ocasião do Dia Internacional da Mulher (8 de Março) viola o seu direito de manifestação pacífica", refere o comunicado.


Recordando o 20.º aniversário da 4.ª Conferencia Mundial da ONU sobre a Mulher, realizada em Pequim, a Comissão Europeia exorta a China a "não restringir as atividades dos defensores dos direitos humanos que promovem os direitos das mulheres".


As ativistas - Wu Rongrong, Zheng Churan, Wei Tingting, Wang Man e Li Tingting - pretendiam distribuir nos transportes públicos autocolantes com a frase: "Polícia: prendam os que praticam assédio sexual".


Advogados citados na imprensa de Hong Kong dizem que as ativistas, com idades entre os 25 e 30 anos, foram acusadas de "provocar distúrbios".


Lusa
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.