sicnot

Perfil

Mundo

Encontrados destroços do A320 que se despenhou nos Alpes

 Destroços do avião Airbus A320 que se despenhou hoje nos Alpes franceses com 148 pessoas a bordo foram encontrados perto de Barcelonnette, informou o Ministério do Interior.

© Stringer . / Reuters

A bordo do aparelho, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), seguiam 142 passageiros e seis tripulantes, segundo a Direção Geral de Aviação Civil.


O presidente francês, François Hollande, citado pela France Presse, anunciou que "as condições do acidente fazem pensar que não há nenhum sobrevivente".


O avião, da companhia German Wings, uma filial da Lufthansa, despenhou-se perto de Digne-les-Bains, nos Alpes franceses.


O jornal Le Figaro noticiou que o aparelho, que partiu de Barcelona às 10:00 (09:00 em Lisboa), desapareceu dos radares cerca das 11:20 (10:20 em Lisboa), quando sobrevoava a região de Barcelonnette, no sul de França.


O primeiro-ministro, Manuel Valls, anunciou à televisão BMFTV que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, se vai deslocar de imediato ao local.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.