sicnot

Perfil

Mundo

Encontrados destroços do A320 que se despenhou nos Alpes

 Destroços do avião Airbus A320 que se despenhou hoje nos Alpes franceses com 148 pessoas a bordo foram encontrados perto de Barcelonnette, informou o Ministério do Interior.

© Stringer . / Reuters

A bordo do aparelho, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha), seguiam 142 passageiros e seis tripulantes, segundo a Direção Geral de Aviação Civil.


O presidente francês, François Hollande, citado pela France Presse, anunciou que "as condições do acidente fazem pensar que não há nenhum sobrevivente".


O avião, da companhia German Wings, uma filial da Lufthansa, despenhou-se perto de Digne-les-Bains, nos Alpes franceses.


O jornal Le Figaro noticiou que o aparelho, que partiu de Barcelona às 10:00 (09:00 em Lisboa), desapareceu dos radares cerca das 11:20 (10:20 em Lisboa), quando sobrevoava a região de Barcelonnette, no sul de França.


O primeiro-ministro, Manuel Valls, anunciou à televisão BMFTV que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, se vai deslocar de imediato ao local.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41