sicnot

Perfil

Mundo

Cartoonistas turcos condenados por insulto ao Presidente

Um tribunal de Istambul condenou dois caricaturistas turcos a 11 meses e 20 dias de prisão por insultarem o Presidente da Turquia, penas posteriormente comutadas em multas de 7.000 liras (2.500 euros), escreve hoje o jornal Hürriyet.

© Feisal Omar / Reuters

Os dois condenados, Bahadir Baruter e Ozer Aydogan, desenharam na primeira página do semanário "Penguin" um empregado do palácio presidencial dando as boas-vindas a Erdogan enquanto abotoa o casaco e inclina a cabeça. 


Os advogados do chefe de Estado consideram que o empregado, ao abotoar o casaco, forma um círculo com os dedos, que consideram o símbolo dos homossexuais e um insulto para o Presidente.


Em sua defesa, Baruter assegurou que não tinha intenção alguma de insultar Erdogan e que essa interpretação da caricatura está relacionada com o subconsciente do procurador.


O Ministério Público abriu uma nova investigação sobre essa declaração de defesa do cartoonista. 


Lusa



  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.