sicnot

Perfil

Mundo

Quatro mortos em rebentamento de mina no leste da Ucrânia

Pelo menos quatro pessoas morreram e outras 19 ficaram feridas esta noite após o rebentamento de uma mina à passagem de um autocarro de passageiros que tentava evitar um posto de controlo das tropas governamentais no leste da Ucrânia, revelou hoje o comando militar ucraniano na zona do conflito.

© Baz Ratner / Reuters

O incidente aconteceu junto à cidade de Artiómovsk, controlada pelas forças de Kiev, quando um veículo de passageiros, que tinha como destino Górlovka,, em poder das milícias pró-russas, saiu da estrada para evitar um posto de controlo, declarou o porta-voz miliyar ucraniano Anatoli Stelmaj.

Segundo a DAN, a agência noticiosa da autoproclamada República Popular de Notsk, o condutor do autocarro decidiu virar depois dos militares ucranianos o terem impedido de continuar a viagem até Górlovka.

As forças pró-governamentais revelaram ainda que o condutor do autocarro saiu ileso e foi detido pela polícia.

Apesar do cessar fogo que entrou em vigor a 15 de fevereiro se manter cumprido em termos gerais, as hostilidades não cessar entre os dois lados em conflito.

As Nações Unidas estimam em mais de 6.000 o número de mortos, entre civis e combatentes, em quase um ano de conflito no leste da Ucrânia.



Lusa

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.