sicnot

Perfil

Mundo

Supremo britânico autoriza publicação de cartas do príncipe Carlos ao governo

O Supremo Tribunal britânico autorizou hoje a publicação de uma série de cartas enviadas pelo príncipe Carlos ao governo entre 2004 e 2005, correspondência que contraria o princípio de neutralidade política da família real definido na Constituição. 

© POOL New / Reuters

A decisão anula o veto dado em abril de 2012 pelo procurador-geral de Inglaterra, que proibiu a divulgação das cartas com o argumento de que ela poderia prejudicar o futuro rei.

No Reino Unido, o rei reina mas não governa, devendo abster-se de qualquer ingerência na condução política do país. 

Primeiro na linha de sucessão ao trono, Carlos tem sido frequentemente acusado de fazer lobbying e de inundar os ministérios com memorandos. 

Em 2005, o jornal The Guardian investigou o conteúdo de uma série de cartas enviadas a sete ministérios do governo trabalhista de Tony Blair, incluindo os da Saúde, Ambiente e Cultura, tendo sido autorizado por um tribunal a publicar a correspondência.

O conjunto de 27 cartas manuscritas foi designado "The Black Spider Memos" - os memorandos da aranha preta, numa tradução literal, numa alusão às características particulares da sua caligrafia e da utilização de múltiplos pontos de exclamação.

A decisão foi contudo rejeitada pelo procurador-geral, que considerou que "sem confidencialidade, o príncipe de Gales e os ministros não estariam à vontade para trocar pontos de vista de uma forma franca", o que "prejudicaria o príncipe de Gales na sua preparação para reinar".  

O Supremo Tribunal não marcou uma data para a publicação.

Numa primeira reação, um porta-voz do príncipe disse estar "desapontado por não ter prevalecido o princípio da privacidade".

O gabinete do primeiro-ministro, David Cameron, considerou igualmente tratar-se de uma "decisão dececionante".

"Este caso prende-se com o princípio de os membros da família real poderem expressar as suas opiniões ao governo confidencialmente. Penso que a maioria das pessoas concordaria que é justo", afirmou num comunicado.

Alan Rusbridger, chefe de redação do Guardian, disse-se por seu lado "encantado" com a decisão.

"O governo gastou centenas de milhares de libras a tentar encobrir estas cartas, admitindo que a sua publicação prejudicaria seriamente a perceção de neutralidade política do príncipe. Agora tem de as publicar, para que o público veja por si próprio", disse Rusbridger, citado pela BBC.

Lusa
  • Marcelo lembra as consequências da demissão de Vítor Gaspar
    1:06

    Caso CGD

    O Presidente da República reitera que o assunto Caixa Geral de Depósitos está fechado. Em entrevista à TVI, Marcelo Rebelo de Sousa lembrou esta segunda-feira as consequências que a demissão de Vítor Gaspar, ministro das Finanças em 2013, provocou no sistema financeiro para justificar o facto de ter intervindo na polémica com as SMS trocadas entre Mário Centeno e António Domingues.

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne, capital da Austrália. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Pelo menos 18 detidos em protestos no Rio de Janeiro

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas foram esta segunda-feira detidas no Rio de Janeiro, Brasil, depois de confrontos com a polícia durante um protesto contra a privatização da empresa pública de saneamento, que serve o terceiro estado mais povoado do país.

  • O momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado
    1:21

    Mundo

    A investigação ao homicídio do meio-irmão do líder da Coreia do Norte no aeroporto da capital da Malásia está a provocar uma crise diplomática entre os dois países. Esta segunda-feira, um canal de televisão japonês divulgou imagens das câmaras de vigilância do aeroporto que alegadamente captam o momento em que Kim Jong-nam terá sido envenenado.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.