sicnot

Perfil

Mundo

Presidente da Nigéria não consegue votar devido a problemas com nova tecnologia

 O Presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, que se recandidata ao cargo, tentou votar hoje, na companhia da sua mulher, Patience, mas problemas com a nova tecnologia de votação obrigaram-no a abandonar a secção de voto.

© Afolabi Sotunde / Reuters

O líder em exercício, que pretende conquistar um segundo mandato, chegou à mesa de voto da sua cidade natal, Otuoke, no sul do estado de Bayelsa, pelas 09:20 locais (08:20 em Lisboa) para iniciar o processo de acreditação.


No entanto, o sistema tecnológico para 'ler' dados biométricos dos cartões de identificação dos eleitores, que está a ser usado pela primeira vez, aparentemente não funcionou, obrigando Goodluck Jonathan a adiar a intenção de votar.


O candidato, de 57 anos, cujo partido (Partido Democrático Popular) demonstrou preocupações acerca da tecnologia usada na votação e da capacidade dos elementos das mesas de voto em usarem-na, referiu que "pode haver um problema".


"Talvez seja eu", brincou, enquanto pedia paciência.


"É a primeira vez que estamos a usar esta tecnologia, cartões de eleitor permanentes, leitores de cartões", disse, acrescentando "não estar preocupado", apesar dos relatos de problemas noutras mesas de voto por todo o país.


Cerca de 68,8 milhões de nigerianos são chamados hoje às urnas para elegerem um novo Presidente e um parlamento, num ambiente de tensão devido ao risco de violência política e à ameaça de atentados islamitas.


Os candidatos à chefia do Estado são 14, entre os quais se encontra pela primeira vez uma mulher, mas a disputa, que se prevê renhida, envolve o cessante Goodluck Jonathan e o ex-general Muhammadu Buhari, que dirigiu a Nigéria, à frente de uma junta militar, entre 1983 e 1985.


Lusa
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.