sicnot

Perfil

Mundo

Combates entre tribos sunitas e rebeldes xiitas no Iémen fazem 38 mortos

Combates entre tribos sunitas e rebeldes xiitas e seus aliados perto de uma região petrolífera no sul do Iémen, fizeram este domingo 38 mortos, segundo fontes tribais e dos serviços de segurança.

Os confrontos começaram logo que os combatentes tribais atacaram uma posição rebelde em Nuqub, próximo da região petrolífera de Usaylan, na província de Chabwa.

Os confrontos começaram logo que os combatentes tribais atacaram uma posição rebelde em Nuqub, próximo da região petrolífera de Usaylan, na província de Chabwa.

© Stringer . / Reuters

Os confrontos começaram logo que os combatentes tribais atacaram uma posição rebelde em Nuqub, próximo da região petrolífera de Usaylan, na província de Chabwa, explicaram à agência AFP as mesmas fontes.

"Os rebeldes xiitas huti e os seus aliados perderam 30 homens nos combates que custaram a vida a oito membros das tribos", disse à agência AFP uma fonte dos serviços de segurança.

Este primeiro balanço foi também confirmado à agência AFP por várias fontes tribais, segundo as quais a posição atacada estava ocupada por rebeldes xiitas ligados ao Irão e por militares fiéis ao ex-presidente do Iémen Ali Abdallah Saleh.

Uma coligação de países árabes liderada pela Arábia Saudita lançou na quinta-feira uma operação militar no Iémen, tendo a aviação bombardeado posições dos rebeldes xiitas huti e dos seus aliados que controlam a capital Sanaa e estão a avançar em direção ao reduto onde estava o presidente Abd Rabbo Mansour Hadi.  

Hadi está atualmente na Arábia Saudita, país onde ficará até a situação política e militar no Iémen estabilizar.
Lusa
  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.