sicnot

Perfil

Mundo

Forças tunisinas matam 9 jihadistas

As forças tunisinas mataram nove homens pertencentes ao principal grupo jihadista do país, acusado de ter orgazizado o ataque ao museu nacional, revelou hoje o Ministério do Interior. 

© Zoubeir Souissi / Reuters

"Nove terroristas foram mortos ontem à noite (sábado) nas montanhas de Sidi Aich", centro-oeste da Tunísia, detalhou o porta-voz do ministério, Mohamed Ali Aroui.


Esta região está localizada a cerca de 50 quilómetros da fronteira com a Argélia, mas muito mais a sul da zona de atividade habitual do grupo jihadista que as forças tunisinas perseguem há mais de dois anos.


Os homens pertenciam alegadamente à brigada Okba Ibn Nafaa, ligada à Al-Qaida no Magrebe Islâmico (AQIM), que as autoridades acreditam estar por trás do ataque de 18 de março ao Museu do Bardo, que vitimou 21 turistas e um polícia, apesar do mesmo ter sido reivindicado pela organização jihadista rival do Estado Islâmico.


"Estamos muito contentes (...). Os nove [homens] estavam entre os terroristas mais perigosos na Tunísia", assegurou o porta-voz.


Este sucesso reclamado pelas autoridades da Tunísia ocorre pouco antes de uma grande marcha "contra o terrorismo", que deverá juntar no final da manhã de hoje em Tunes dezenas de milhares de pessoas e funcionários estrangeiros de alto nível, incluindo o Presidente francês, François Hollande.


Segundo as rádios tunisinas, um dos líderes do grupo, o argelino Abu Sakhr Lokmane, está entre os nove mortos, mas o Ministério do Interior afirmou que ainda é muito cedo para tirar tais conclusões.


"Não podemos confirmar isso, temos de fazer a análise de DNA", disse Aroui.


A brigada Okba Ibn Nafaa integra, de acordo com as autoridades, dezenas de homens, entre os quais estrangeiros, especialmente mais argelinos do que tunisinos, e será responsável pela morte de sessenta polícias e militares desde dezembro de 2012.


Este grupo reivindicou o ataque do ano passado contra a casa do ministro do Interior de então, em Kasserine, cidade vizinha de Monte Chaambi, onde se encontra o principal grupo jihadista na Tunísia.


Lusa
  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou com o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido às mensagens escritas por Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória do Sporting frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17