sicnot

Perfil

Mundo

Padre brasileiro suspenso após aparecer nu em fotos nas redes sociais

Um sacerdote brasileiro foi suspenso das suas funções pela igreja Católica por ter aparecer nu em fotografias que estão a circular nas redes sociais, informou este domingo a imprensa local.

O sacerdote, de 40 anos, contou que as fotos foram divulgadas por uma mulher com a qual manteve uma relação exclusivamente através de redes sociais. (Arquivo)

O sacerdote, de 40 anos, contou que as fotos foram divulgadas por uma mulher com a qual manteve uma relação exclusivamente através de redes sociais. (Arquivo)

© Fabrizio Bensch / Reuters

O padre, cujo nome não foi divulgado, pertencia à igreja da pequena cidade de Miracema, no norte do estado do Rio de Janeiro, e justificou perante a diocese de Campos de Goytacazes, da qual depende, que foi vítima de uma chantagem.

Segundo o canal de notícias da rede Globo, "selfies" do sacerdote nu começaram a circular na internet e chegaram às autoridades religiosas, que decidiram suspende-lo do cargo no sábado.

O sacerdote, de 40 anos, contou que as fotos foram divulgadas por uma mulher com a qual manteve uma relação exclusivamente através de redes sociais.

Segundo a diocese, o padre disse que foi vítima de uma chantagem através da internet.
Lusa
  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • A SIC visitou os bastidores do Santuário de Fátima
    7:43
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52