sicnot

Perfil

Mundo

Álcool misturado com inseticida faz nove mortos na Indonésia

Nove homens indonésios morreram depois de terem ingerido álcool misturado com repelente de mosquitos e bebidas energéticas, informou hoje a polícia da Indonésia, onde são frequentes as mortes provocadas por bebidas adulteradas.

© Petr Josek Snr / Reuters

As vítimas compraram as bebidas na rua na cidade de Prabumulih, na ilha de Samatra, na quinta-feira, disse um porta-voz da polícia local, Djarod Padakova, citado pela agência France Presse.


No mesmo dia sentiram-se mal e foram hospitalizadas. A primeira vítima morreu na sexta-feira e a última no domingo, segundo a mesma fonte.


Um décimo homem intoxicado com a mesma bebida continua hospitalizado.


Segundo a imprensa local, a bebida foi vendida como gin.


A Indonésia tem registado com alguma frequência mortes pela ingestão de bebidas adulteradas.


Em 2014, 16 pessoas morreram depois de beberem álcool adulterado durante os festejos de Ano Novo em Java, a maior ilha do arquipélago indonésio.


Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.