sicnot

Perfil

Mundo

Cameron anuncia início da campanha eleitoral no Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou esta segunda-feira o início da campanha eleitoral no Reino Unido, prometendo manter o crescimento económico do país se o Partido Conservador ganhar as eleições gerais de 7 de maio.

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas. (Arquivo)

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas. (Arquivo)

© Leon Neal / Reuters

Cameron falava diante do número 10 de Downing Street (residência oficial e gabinete do primeiro-ministro britânico), momentos depois de uma breve audiência com a rainha Isabel II para formalizar a dissolução do Parlamento e o início da campanha eleitoral.

"Em 38 dias vamos ter de escolher entre dois extremos", afirmou o primeiro-ministro britânico conservador, que luta pela conquista de um segundo mandato e que tem como principal opositor o líder trabalhista Ed Miliband.

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas.

"O mundo é perigoso e incerto. Precisamos de uma liderança sólida para preservar a nossa segurança nacional, mas também a nossa segurança económica", referiu.

"Podem escolher uma economia que cresce (...) ou o caos económico de Ed Miliband", prosseguiu Cameron, sublinhando ainda que o país, após cinco anos de uma coligação governamental entre conservadores e liberais-democratas, conheceu uma melhoria nos níveis de vida e está "economicamente mais forte".

No mesmo discurso, David Cameron prometeu que irá fazer campanha "aos quatro cantos das quatro nações do Reino Unido" para transmitir uma mensagem: "Juntos, estamos a transformar o país".

"O Reino Unido está no caminho certo", insistiu o primeiro-ministro britânico, defendendo a necessidade de um governo conservador para garantir, entre outros aspetos, um aumento do emprego, impostos mais baixos, escolas melhores e uma maior dignidade na idade da reforma.

Durante a tarde, uma cerimónia vai marcar a dissolução do Parlamento britânico, que só irá reunir-se novamente em finais de maio.

As mais recentes sondagens sugerem que nem os conservadores (centro-direita) nem os trabalhistas (centro-esquerda) vão conquistar a maioria absoluta na Câmara dos Comuns, composta por 650 assentos parlamentares.

Lusa
  • Se o Reino Unido mudar de política económica "será mergulhar no caos"
    0:38

    Mundo

    David Cameron diz que o Reino Unido corre o risco de mergulhar no caos se mudar de política económica nas eleições marcadas para maio. Na tradicional mensagem de Ano Novo, o primeiro-ministro britânico, que procura ser reeleito para um segundo mandato, sublinhou que apoiar o Partido Trabalhista será um retrocesso no destino do país.

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35
  • Juiz deixa suspeito de violação em liberdade
    2:42