sicnot

Perfil

Mundo

Cameron anuncia início da campanha eleitoral no Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou esta segunda-feira o início da campanha eleitoral no Reino Unido, prometendo manter o crescimento económico do país se o Partido Conservador ganhar as eleições gerais de 7 de maio.

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas. (Arquivo)

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas. (Arquivo)

© Leon Neal / Reuters

Cameron falava diante do número 10 de Downing Street (residência oficial e gabinete do primeiro-ministro britânico), momentos depois de uma breve audiência com a rainha Isabel II para formalizar a dissolução do Parlamento e o início da campanha eleitoral.

"Em 38 dias vamos ter de escolher entre dois extremos", afirmou o primeiro-ministro britânico conservador, que luta pela conquista de um segundo mandato e que tem como principal opositor o líder trabalhista Ed Miliband.

Esta eleição, afirmou Cameron, será "sobre avançar depois de cinco anos de esforço e de sacrifício", sugerindo que os eleitores britânicos enfrentam uma "escolha clara" entre os conservadores e os trabalhistas.

"O mundo é perigoso e incerto. Precisamos de uma liderança sólida para preservar a nossa segurança nacional, mas também a nossa segurança económica", referiu.

"Podem escolher uma economia que cresce (...) ou o caos económico de Ed Miliband", prosseguiu Cameron, sublinhando ainda que o país, após cinco anos de uma coligação governamental entre conservadores e liberais-democratas, conheceu uma melhoria nos níveis de vida e está "economicamente mais forte".

No mesmo discurso, David Cameron prometeu que irá fazer campanha "aos quatro cantos das quatro nações do Reino Unido" para transmitir uma mensagem: "Juntos, estamos a transformar o país".

"O Reino Unido está no caminho certo", insistiu o primeiro-ministro britânico, defendendo a necessidade de um governo conservador para garantir, entre outros aspetos, um aumento do emprego, impostos mais baixos, escolas melhores e uma maior dignidade na idade da reforma.

Durante a tarde, uma cerimónia vai marcar a dissolução do Parlamento britânico, que só irá reunir-se novamente em finais de maio.

As mais recentes sondagens sugerem que nem os conservadores (centro-direita) nem os trabalhistas (centro-esquerda) vão conquistar a maioria absoluta na Câmara dos Comuns, composta por 650 assentos parlamentares.

Lusa
  • Se o Reino Unido mudar de política económica "será mergulhar no caos"
    0:38

    Mundo

    David Cameron diz que o Reino Unido corre o risco de mergulhar no caos se mudar de política económica nas eleições marcadas para maio. Na tradicional mensagem de Ano Novo, o primeiro-ministro britânico, que procura ser reeleito para um segundo mandato, sublinhou que apoiar o Partido Trabalhista será um retrocesso no destino do país.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.