sicnot

Perfil

Mundo

Ehud Olmert declarado culpado de corrupção

Um tribunal de Jerusalém declarou hoje o antigo primeiro-ministro israelita Ehud Olmert culpado de corrupção, num caso em que era acusado de receber envelopes com dinheiro de um empresário norte-americano, informou a imprensa israelita.

© POOL New / Reuters

O antigo primeiro-ministro conhece a sentença a 05 de maio, de acordo com a imprensa. 


Em maio do ano passado, o ex-primeiro-ministro israelita Ehud Olmert foi condenado a seis anos de prisão por corrupção no âmbito de um escândalo imobiliário quando era presidente da câmara de Jerusalém (1993-2003). 


Ehud Olmert recorreu, entretanto, da decisão junto do Supremo Tribunal de Justiça, estando o processo em curso.


Envolvido em vários casos de corrupção, Ehud Olmert tinha sido já condenado, em setembro de 2012, a uma pena de prisão suspensa por abuso de confiança. 


A queda começou em julho de 2008, quando renunciou, por estar cada vez mais fragilizado pelas acusações de corrupção, a candidatar-se às eleições primárias do partido Kadima (centro-direita), abandonando 'de facto' as funções de chefia do executivo israelita. 


Figura de destaque da direita nacionalista, no partido Likud, Olmert assumiu posteriormente posições mais moderadas, aceitando a criação de um Estado palestiniano.


Chegado ao poder em 2006, para suceder a Ariel Sharon, afastado na sequência de um acidente vascular-cerebral que o deixou em estado vegetativo até à morte em janeiro deste ano, Olmert decidiu formar um novo partido centrista, o Kadima, em novembro de 2005.


Lusa


  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.