sicnot

Perfil

Mundo

Tiroteio junto à Agência de Segurança Nacional dos EUA faz dois feridos

As autoridades dos Estados Unidos confirmaram esta segunda-feira que pelo menos duas pessoas ficaram feridas num tiroteio junto da entrada das instalações da Agência de Segurança Nacional (NSA) em Maryland (leste), perto de Washington.

Dois homens, dentro de um veículo, tentaram derrubar um dos portões do complexo de Fort Meade, no estado de Maryland. (Arquivo)

Dois homens, dentro de um veículo, tentaram derrubar um dos portões do complexo de Fort Meade, no estado de Maryland. (Arquivo)

© Handout . / Reuters

"O FBI de Baltimore está a investigar um tiroteio ocorrido hoje de manhã na entrada da NSA em Fort Meade", afirmou Amy Thoreson, uma porta-voz da polícia federal norte-americana.

"Não acreditámos que exista uma ligação com terrorismo", precisou a porta-voz.  

Nem o FBI, nem o exército norte-americano, responsável pela gestão do complexo militar, quiseram confirmar a existência de uma vítima mortal, informação que foi noticiada por vários órgãos de comunicação social locais. 

O exército norte-americano apenas confirmou que duas pessoas ficaram feridas no tiroteio, sem precisar a gravidade dos ferimentos. 

A situação não foi comentada, até ao momento, pela NSA.

Um porta-voz da Casa Branca, Eric Schultz, indicou que o Presidente norte-americano, Barack Obama, "tinha sido informado" sobre os acontecimentos.

Segundo o jornal The Washington Post, o tiroteio ocorreu quando duas pessoas num veículo tentaram transpor o portão de entrada das instalações militares de Fort Meade.

A par da NSA, a base de Fort Meade também integra o comando militar norte-americano para o ciberespaço ('US Cyber Command') e outras agências norte-americanas.

No total, perto de 11 mil militares e 29 mil civis trabalham em Fort Meade.

A NSA é a agência dos serviços de informações norte-americanos encarregada da vigilância interna e esteve no centro das revelações sobre os programas de espionagem eletrónica feitas pelo ex-analista informático Edward Snowden. 

Com Lusa
  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.