sicnot

Perfil

Mundo

Homens armados que sequestraram procurador na Turquia abatidos pela polícia

Um grupo de homens armados, de extrema esquerda, entrou esta terça-feira num tribunal de Istambul e fez refém um procurador. Os dois sequestradores foram abatidos pela polícia e o procurador encontra-se gravemente ferido.

Os homens apontaram uma arma à cabeça do magistrado e ameaçam matá-lo. Depois de evacuarem o tribunal e acabarem com um protesto na praça Taksim, as forças especiais da polícia turca iniciaram negociações com os raptores.

Os homens apontaram uma arma à cabeça do magistrado e ameaçam matá-lo. Depois de evacuarem o tribunal e acabarem com um protesto na praça Taksim, as forças especiais da polícia turca iniciaram negociações com os raptores.

Os homens apontaram uma arma à cabeça do magistrado e ameaçaram matá-lo. Depois de evacuarem o tribunal e acabarem com um protesto na praça Taksim, as forças especiais da polícia turca iniciaram negociações com os raptores. 

O procurador, Mehmet Kiraz, lidera a investigação da morte de um rapaz de 15 anos, no ano passado. O jovem ficou ferido nos protestos contra o Governo, em 2013, mas depois de nove meses em coma, acabou por morrer. 

Os elementos do grupo de extrema esquerda consideravam que a polícia havia sido a responsável por esta morte e, para não executarem o procurador, exigiam que os agentes que dispararam a granada de gás lacrimogéneo, que vitimou o rapaz, fizessem uma confissão pública e fossem julgados num tribunal popular.
  • "Os outros animais não vivem no mundo moral como nós"
    3:51

    País

    A presidente da associação ANIMAL, Rita Silva, tem a seu cargo o cão que, em 2013, ficou conhecido por ter estado envolvido na morte duma criança de 18 meses, em Beja. Segundo a ativista, vão continuar a acontecer episódios trágicos se a fiscalização não for reforçada e se os próprios donos não tiverem consciência da responsabilidade que implica ter um animal.

  • "Tanolas" tem cadastro criminal e já foi condenado a pena suspensa
    0:55