sicnot

Perfil

Mundo

Bagagem sem dono obriga voo da Turkish Airlines para Lisboa a voltar para trás

O voo da Turkish Airlines entre Istambul e Lisboa teve hoje de regressar de emergência ao aeroporto turco, depois de ter sido detetada bagagem supostamente sem dono a bordo. É o terceiro incidente com a companhia aérea, esta semana.

Arquivo

Arquivo

© Osman Orsal / Reuters

De acordo com um porta-voz da empresa, citado pela Reuters, foi encontrada uma peça de bagagem a bordo, que não pertenceria a nenhum dos 170 passageiros e sete tripulantes do voo TK1759.

A companhia acrescentou que todos os passageiros foram encaminhados para outro avião e prosseguir viagem rumo a Portugal. 

Anteriormente, o site de notícias turco BGN News avançou que o avião tinha sido forçado a regressar ao aeroporto Ataturk devido a uma ameaça de bomba. 

Esta semana, outros dois voos da Turkish Airlines tiveram ameaças de bomba.

Na segunda-feira, um avião vindo de São Paulo aterrou em Marrocos depois de ter sido encontrada a bordo um papel com a palavra "bomba" num das casas-de-banho.

Pela mesma razão, no domingo, um voo de Instambul para Tóquio foi forçado a regressar pouco tempo depois de ter partido.
  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.