sicnot

Perfil

Mundo

Equador tem uma rã que transforma a sua aparência em cinco minutos e meio

Uma pequena rã capaz de modificar a sua aparência, em 5 minutos e meio, foi descoberta nas florestas andinas do Equador, um dos países do mundo com maior biodiversidade, indicou esta quarta-feira um dos investigadores.

O estranho anfíbio, batizado como "Pristimantis mutabilis", é a única espécie de vertebrado reportada até à data capaz de fazer desaparecer as protuberâncias e rugosidades da sua pele, para a tornar lisa e escorregadia. (Arquivo)

O estranho anfíbio, batizado como "Pristimantis mutabilis", é a única espécie de vertebrado reportada até à data capaz de fazer desaparecer as protuberâncias e rugosidades da sua pele, para a tornar lisa e escorregadia. (Arquivo)

© Ina Fassbender / Reuters

O estranho anfíbio, batizado como "Pristimantis mutabilis", é a única espécie de vertebrado reportada até à data capaz de fazer desaparecer as protuberâncias e rugosidades da sua pele, para a tornar lisa e escorregadia.

"É uma raridade. Já tínhamos notado que os répteis podiam mudar a cor da pele, como os camaleões, mas não tínhamos nunca observado alterações de textura tão significativas", assinalou à agência noticiosa francesa AFP o biólogo Juan Manuel Guayasamin, diretor do Centro de Investigação sobre a Biodiversidade e Alterações Climáticas da Universidade Tecnológica Indoamérica do Equador.

A rã foi descoberta, em 2009, por dois investigadores norte-americanos, Tim e Katherine Krynak, na reserva natural de Las Gralarias, a cerca de 35 quilómetros a oeste de Quito, tendo, desde então, decorrido estudos morfológicos, cujos resultados são agora conhecidos.

Em 330 segundos, a rã, de cor esverdeada e com menos de 2,5 centímetros de comprimento, pode mudar a sua aparência, provavelmente para escapar aos seus predadores, acrescentou Juan Manuel Guayasamin, um dos coautores dos estudos.

O habitat do anfíbio é constituído por musgo, com o qual se confunde. Até à data, foram recenseados sete exemplares, nas reservas de Las Gralarias e de Los Cedros, esta última no nordeste da província de Imbabura.

Apesar de ser uma espécie "bastante comum", a "Pristimantis mutabilis" vive "num ambiente de difícil acesso", assinalou Juan Manuel Guayasamin.

Com 557 espécies de anfíbios, o Equador é o terceiro país do mundo com a biodiversidade mais importante destes animais, depois do Brasil e da Colômbia.

A descoberta é descrita na edição de abril da revista Zoological Journal of the Linnean Society.
Lusa
  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC