sicnot

Perfil

Mundo

Incêndio em plataforma petrolífera mexicana provoca quatro mortos

Quatro pessoas morreram ao início da manhã de hoje (hora local) no incêndio de uma plataforma petrolífera da companhia estatal mexicana Pemex no Golfo do México, enquanto eram evacuados 300 trabalhadores, referiu o último balanço da companhia. 

(Arquivo)

(Arquivo)

© Handout . / Reuters


"Infelizmente confirmamos a morte de quatro trabalhadores devido ao acidente que ocorreu hoje na plataforma Abkatun A-Permanente", indicou a Pemex na sua conta na rede social Twitter. 

Segundo a imprensa local, os trabalhadores feridos foram transferidos de helicóptero para hospitais locais, enquanto eram mobilizados oito navios para combater o incêndio.  

Ainda de acordo com as mesmas fontes, as zonas destinadas ao alojamento dos trabalhadores deslocados no alto mar foram as mais afetadas pelo incêndio.  

A plataforma Abkatun A-Permanente está situada ao largo das costas do estado mexicano de Campeche (leste), na península de Yucatán. 

Lusa
  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.