sicnot

Perfil

Mundo

Israel autoriza construção de 2200 casas palestinianas em Jerusalém oriental

Israel autorizou a construção de 2.200 habitações no setor palestiniano de Jerusalém oriental, o maior projeto de desenvolvimento na zona anexada, segundo uma organização não-governamental.

© Ronen Zvulun / Reuters

Apesar de os habitantes do bairro de al-Sawahra terem sido oficialmente autorizados a construir as habitações, devem ainda apresentar os projetos, que podem só ser aprovados "daqui a anos", referiu a ONG israelita Ir Amim. 

De acordo com a Ir Amim, o projeto anunciado pela câmara, israelita, de Jerusalém oriental é, no entanto, o maior plano de construção na zona disputada da cidade desde o início da ocupação, em 1967.

Israel considera Jerusalém "unificada" a sua "capital eterna", enquanto os palestinianos querem fazer de Jerusalém oriental a capital do Estado a cuja criação aspiram.

"É um primeiro passo importante", afirmou Aviv Tatarsky, investigador da Ir Amim que condena a ausência de infraestruturas públicas e privadas em Jerusalém oriental.

Em comunicado, o presidente da câmara, Nir Barkat, propôs um plano de construção de habitações, bem como de estradas, infraestruturas e instituições públicas para os palestinianos de Jerusalém oriental.

Mas este plano, em cima da mesa desde 2009, não foi aplicado devido a objeções da direita até setembro de 2014, altura em que foi aprovado pela comissão local de planeamento de Jerusalém.

No mês passado, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, anunciou querer construir milhares de habitações nos bairros de colonatos israelitas da cidade.

Os palestinianos de Jerusalém oriental e as ONG de defesa dos direitos humanos acusam as autoridades israelitas de só emitirem "a conta-gotas" as licenças de construção e dizem que, em consequência, se veem sem outra alternativa que não seja construir ilegalmente.

Israel, por seu lado, procede com frequência à demolição dessas casas construídas sem licença.

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14

    Crise Migratória na Europa

    Mais de 160 pessoas foram resgatadas de uma embarcação de borracha que estava à deriva junto à zona costeira da Líbia. As imagens do resgate são de aflição, lágrimas e gritos. "Estou grávida! Estou a morrer!", disse uma das mulheres que conseguiu salvar-se. Foram ainda encontrados 13 cadáveres no fundo do barco, entre eles mães e mulheres grávidas. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.

  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.