sicnot

Perfil

Mundo

Vaticano e Itália assinam primeiro acordo de colaboração fiscal

O Vaticano e a Itália assinaram hoje o primeiro acordo de colaboração para lutar contra a evasão fiscal, que prevê taxar os rendimentos financeiros dos institutos que têm fundos no banco do Vaticano. 

1975 - É assinado, no Vaticano, o protocolo adicional à Concordata, entre Portugal e a Santa Sé, que permite o divórcio aos católicos.

1975 - É assinado, no Vaticano, o protocolo adicional à Concordata, entre Portugal e a Santa Sé, que permite o divórcio aos católicos.

A convenção foi assinada pelo arcebispo Paul Richard Gallagher, secretário para as relações com os Estados, e pelo ministro da Economia e das Finanças italiano, Pier Carlo Padoan. 

No mês passado, o primeiro-ministro italiano, Matteo Rinzi, disse ao semanário L'Espresso que a Itália esperava "recuperar algum dinheiro do Vaticano", ao negociar com o pequeno Estado católico um acordo idêntico aos já assinados com a Suíça, Mónaco e Liechtenstein para lutar contra a evasão fiscal. 

"A transparência e a sã colaboração com o Estado italiano" foram os critérios que inspiraram este acordo, declarou o porta-voz adjunto do Vaticano, padre Ciro Benedettini. 

A principal novidade deste acordo é a aplicação de impostos, a partir do ano de 2014, sobre os rendimentos financeiros dos institutos que depositaram fundos no Instituto para as Obras Religiosas (IOR), o banco do Vaticano, afirmou. 

Lusa
  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37
  • Trump e Netanyahu discutiram "ameaças que o Irão coloca"

    Mundo

    O novo Presidente norte-americano, Donald Trump, e o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, debateram "as ameaças que o Irão coloca" e concordaram que a paz israelo-palestiniana só pode ser "negociada diretamente", anunciou este domingo a Casa Branca.