sicnot

Perfil

Mundo

Governador da Califórnia impõe fortes restrições a consumo de água devido a seca

O governador do Estado da Califórnia anunciou esta quarta-feira restrições generalizadas ao consumo de água pela primeira vez na história, para combater uma seca devastadora, que é a pior desde que há registos.

Um programa estadual de incentivo à poupança vai também ser criado para encorajar as pessoas a substituir velhas instalações por modelos modernos que permitem um consumo eficiente de água e energia. (Arquivo)

Um programa estadual de incentivo à poupança vai também ser criado para encorajar as pessoas a substituir velhas instalações por modelos modernos que permitem um consumo eficiente de água e energia. (Arquivo)

© Nguyen Huy Kham / Reuters

Jerry Brown fez o anúncio durante uma conferência de imprensa numa vertente seca, com um tom acastanhado, das montanhas da Sierra Nevada, que normalmente deveria estar coberta por neve alta. 

"Hoje, estamos sobre erva seca onde deveria haver cinco pés (metro e meio) de neve", disse Brown, que acentuou: "Esta seca histórica exige uma ação inédita". 

A ordem executiva emitida por Brown pretende conseguir uma redução de 25% no uso da água nas cidades e localidades californianas, a conseguir através de uma combinação de medidas. 

"Enquanto californianos, temos de juntar e poupar água de todas as maneiras possíveis", afirmou o governador. 

Entre as medidas aprovadas estão algumas de caráter obrigatório que visam prevenir o desperdício e a promoção do investimento em tecnologias para tornar a Califórnia mais resistente a secas. 

A ordem do governador estipula medidas para economizar água, como a substituição de 4,6 milhões de metros quadrados de relva por outra paisagem resistente à seca. 

Um programa estadual de incentivo à poupança vai também ser criado para encorajar as pessoas a substituir velhas instalações por modelos modernos que permitem um consumo eficiente de água e energia. 

A ordem do governador ordena às universidades, campos de golfe, cemitérios e outros grandes consumidores de água para reduzirem os seus gastos de forma significativa. 

Novas casas e vários empreendimentos foram proibidos de usar água potável nos sistemas de irrigação, a não ser que sejam usados eficientes sistemas de irrigação gota a gota.

Brown já declarou o estado de emergência na Califórnia devido à seca, que dura há quatro anos, a mais severa desde que se começaram a registar estas ocorrências. 

A seca tornou irreconhecíveis grandes pedaços da paisagem californiana, com lagos e rios secos, quando normalmente estavam cheios, o que também já causou perdas à agricultura estimadas em vários milhares de milhões dólares. 
Lusa