sicnot

Perfil

Mundo

Número indeterminado de estudantes reféns em ataque a universidade

Um número indeterminado de estudantes está hoje retido no interior da universidade de Garissa, no leste do Quénia a cerca de 150 quilómetros da fronteira com a Somália, na sequência de um ataque de homens armados. 

De acordo com a Cruz Vermelha queniana, os atacantes ocuparam e controlam os edifícios da residência universitária, onde residem várias centenas de estudantes. 


"Cinquenta estudantes foram libertados", acrescentou a Cruz Vermelha em comunicado, sem explicar as circunstâncias da libertação. 


As forças de segurança quenianas lançaram uma operação para capturar os atacantes. 


Pelo menos dois seguranças morreram e quatro pessoas ficaram feridas quando um grupo de homens armados atacou a universidade de Garissa, informou o Centro de Operação de Desastres local, através da sua conta na rede social "Twitter". 


O ataque ocorreu por volta das 05:30 locais (03:30 em Lisboa), quando os atacantes entraram nas instalações universitárias e começaram a disparar indiscriminadamente e detonaram vários engenhos explosivos. 


Nenhum grupo reivindicou o ataque, mas as suspeitas apontam para os 'jihadistas' somalis Al-Shabab, autores de múltiplos ataques em cidades na fronteira, como Garissa.


Desde que, em outubro de 2011, o exército queniano entrou na Somália para combater o Al-Shabab, o país tem sido alvo de frequentes atentados terroristas, sendo o mais grave de todos o assalto ao centro comercial Westgate, ocorrido em 2013, no qual morreram 67 pessoas. 


Lusa
  • Pelo menos 4 mortos em ataque no Quénia

    Mundo

    Está em curso esta manhã um ataque a uma universidade no Quénia. Até ao momento, há a registar pelo menos quatro mortos e quatro feridos graves, embora haja também relatos de cerca de 30 pessoas hospitalizadas.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano