sicnot

Perfil

Mundo

Número indeterminado de estudantes reféns em ataque a universidade

Um número indeterminado de estudantes está hoje retido no interior da universidade de Garissa, no leste do Quénia a cerca de 150 quilómetros da fronteira com a Somália, na sequência de um ataque de homens armados. 

De acordo com a Cruz Vermelha queniana, os atacantes ocuparam e controlam os edifícios da residência universitária, onde residem várias centenas de estudantes. 


"Cinquenta estudantes foram libertados", acrescentou a Cruz Vermelha em comunicado, sem explicar as circunstâncias da libertação. 


As forças de segurança quenianas lançaram uma operação para capturar os atacantes. 


Pelo menos dois seguranças morreram e quatro pessoas ficaram feridas quando um grupo de homens armados atacou a universidade de Garissa, informou o Centro de Operação de Desastres local, através da sua conta na rede social "Twitter". 


O ataque ocorreu por volta das 05:30 locais (03:30 em Lisboa), quando os atacantes entraram nas instalações universitárias e começaram a disparar indiscriminadamente e detonaram vários engenhos explosivos. 


Nenhum grupo reivindicou o ataque, mas as suspeitas apontam para os 'jihadistas' somalis Al-Shabab, autores de múltiplos ataques em cidades na fronteira, como Garissa.


Desde que, em outubro de 2011, o exército queniano entrou na Somália para combater o Al-Shabab, o país tem sido alvo de frequentes atentados terroristas, sendo o mais grave de todos o assalto ao centro comercial Westgate, ocorrido em 2013, no qual morreram 67 pessoas. 


Lusa
  • Pelo menos 4 mortos em ataque no Quénia

    Mundo

    Está em curso esta manhã um ataque a uma universidade no Quénia. Até ao momento, há a registar pelo menos quatro mortos e quatro feridos graves, embora haja também relatos de cerca de 30 pessoas hospitalizadas.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.