sicnot

Perfil

Mundo

Acordo nuclear pode abrir "nova página" nas relações externas do Irão

Um acordo nuclear global poderá abrir "uma nova página" nas relações entre o Irão e a comunidade internacional se as duas partes mantiveram as suas promessas, afirmou hoje o presidente iraniano, Hassan Rohani.

EPA

O acordo de princípio concluído na quinta-feira na Suíça entre o Irão e as grandes potências prevê "novas cooperações com o mundo, no setor nuclear e noutros setores" que "abrirão uma nova página" nas relações internacionais da República Islâmica, declarou Rohani durante um discurso transmitido pela televisão.

Referindo que o país está isolado há vários anos devido ao seu controverso programa nuclear, o chefe de Estado disse que o Irão deseja "o fim destas tensões e hostilidades".

Mas o acordo final, que deve realizar-se até 30 de junho, só será válido se as duas partes respeitarem os compromissos assumidos na quinta-feira.

"Se a outra parte honrar as suas promessas, nós honraremos as nossas promessas" para chegar a um acordo "equilibrado", adiantou.

O presidente Rohani voltou a defender a sua equipa de negociadores, criticada por alguns responsáveis conservadores por terem feito demasiadas concessões aos ocidentais.

"Alguns pensam que devemos lutar contra o mundo ou ceder às potências mundiais. Acreditamos numa terceira opção, cooperar com o mundo", afirmou, considerando que o projeto de acordo mostra que a abordagem do seu Governo foi "eficaz".

Rohani agradeceu ainda ao guia supremo iraniano, o 'ayatollah' Ali Khamenei, pelas suas "diretrizes" nas negociações. Decisor último sobre as questões estratégicas do Irão, Khamenei identificou várias "linhas vermelhas" nas discussões com o designado grupo "5+1" (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - Estados Unidos, China, França, Rússia, Reino Unido - e a Alemanha).

O 'ayatollah' Mohammad Emami-Kashani, líder das orações semanais da sexta-feira em Teerão, saudou hoje o acordo perante os fiéis, num sermão transmitido pela rádio estatal e considerado uma mensagem indireta do guia supremo.

"Este acordo de princípio é muito bom e é uma vitória para nós", afirmou.



Lusa
  • Há acordo de princípio em programa nuclear iraniano

    Mundo

    Há novidades no desenvolvimento sobre as negociações do programa nuclear iraniano. As agências de notícias  internacionais dizem que há um acordo de princípio sobre todos os pontos chave, e citam o ministro dos negócios estrangeiros russo. Sergei Lavrov fez saber que os peritos vão agora trabalhar nos detalhes técnicos e, até ao fim de junho, o processo deverá estar concluído. Também o ministro francês considerou a ronda negocial com Irão como muito útil. As negociações que decorreram durante esta última semana, na Suíça, tinham a noite de segunda-feira como prazo limite.

  • Senegal surpreende e vence a Polónia por 2-1

    Mundial 2018 / Polónia

    O Senegal venceu hoje a Polónia por 2-1 num jogo a contar para o grupo H do Mundial da Rússia. Na primeira parte, os "leões de Teranga" beneficiaram de um golo na própria baliza marcado por Thiago Cionek aos 37 minutos. A vantagem no marcador veio trazer estabilidade ao Senegal que conseguiu firmar a superioridade com um golo de M´Baye Niang aos 60 minutos. Perto do final do jogo, o polaco Grzeg Krychowiak marcou na baliza de Khadim N'Diaye, mas foi insuficiente para derrotar o Senegal.

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Achilles, o gato que adivinha os resultados do Mundial
    0:44

    Desporto

    Depois do polvo Paul no Mundial de 2010 e do elefante Zella no Europeu de 2016, este ano, o gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. O felino acertou na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita e já fez a aposta para a partida entre os russos e o Egipto, que decorre esta terça-feira, a partir das 19:00.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

    SIC

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • Morreu o orangotango mais velho do mundo

    Mundo

    O orangotango mais velho do mundo morreu aos 62 anos no jardim zoológico de Perth, no norte da Austrália, deixando 54 descendentes, anunciou esta terça-feira a instituição.

  • Milionários aumentam... e as suas fortunas também

    Mundo

    O número de milionários mundiais cresceu em 2017 e o seu nível de riqueza aumentou pelo sexto ano consecutivo, ultrapassando pela primeira vez os 70 biliões de dólares (60,5 biliões de euros), segundo um estudo divulgado esta terça-feira.