sicnot

Perfil

Mundo

Acordo nuclear pode abrir "nova página" nas relações externas do Irão

Um acordo nuclear global poderá abrir "uma nova página" nas relações entre o Irão e a comunidade internacional se as duas partes mantiveram as suas promessas, afirmou hoje o presidente iraniano, Hassan Rohani.

EPA

O acordo de princípio concluído na quinta-feira na Suíça entre o Irão e as grandes potências prevê "novas cooperações com o mundo, no setor nuclear e noutros setores" que "abrirão uma nova página" nas relações internacionais da República Islâmica, declarou Rohani durante um discurso transmitido pela televisão.

Referindo que o país está isolado há vários anos devido ao seu controverso programa nuclear, o chefe de Estado disse que o Irão deseja "o fim destas tensões e hostilidades".

Mas o acordo final, que deve realizar-se até 30 de junho, só será válido se as duas partes respeitarem os compromissos assumidos na quinta-feira.

"Se a outra parte honrar as suas promessas, nós honraremos as nossas promessas" para chegar a um acordo "equilibrado", adiantou.

O presidente Rohani voltou a defender a sua equipa de negociadores, criticada por alguns responsáveis conservadores por terem feito demasiadas concessões aos ocidentais.

"Alguns pensam que devemos lutar contra o mundo ou ceder às potências mundiais. Acreditamos numa terceira opção, cooperar com o mundo", afirmou, considerando que o projeto de acordo mostra que a abordagem do seu Governo foi "eficaz".

Rohani agradeceu ainda ao guia supremo iraniano, o 'ayatollah' Ali Khamenei, pelas suas "diretrizes" nas negociações. Decisor último sobre as questões estratégicas do Irão, Khamenei identificou várias "linhas vermelhas" nas discussões com o designado grupo "5+1" (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - Estados Unidos, China, França, Rússia, Reino Unido - e a Alemanha).

O 'ayatollah' Mohammad Emami-Kashani, líder das orações semanais da sexta-feira em Teerão, saudou hoje o acordo perante os fiéis, num sermão transmitido pela rádio estatal e considerado uma mensagem indireta do guia supremo.

"Este acordo de princípio é muito bom e é uma vitória para nós", afirmou.



Lusa
  • Há acordo de princípio em programa nuclear iraniano

    Mundo

    Há novidades no desenvolvimento sobre as negociações do programa nuclear iraniano. As agências de notícias  internacionais dizem que há um acordo de princípio sobre todos os pontos chave, e citam o ministro dos negócios estrangeiros russo. Sergei Lavrov fez saber que os peritos vão agora trabalhar nos detalhes técnicos e, até ao fim de junho, o processo deverá estar concluído. Também o ministro francês considerou a ronda negocial com Irão como muito útil. As negociações que decorreram durante esta última semana, na Suíça, tinham a noite de segunda-feira como prazo limite.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC