sicnot

Perfil

Mundo

Espeleólogos espanhóis desaparecidos desde terça-feira em Marrocos

Três espeleólogos espanhóis estão desaparecidos desde terça-feira em Marrocos, numa zona montanhosa do Alto Atlas situada entre Marraquexe e Ouarzazate (sul), indicou na sexta-feira uma fonte diplomática à AFP.

© Youssef Boudlal / Reuters

Os três homens estavam integrados num grupo de nove espanhóis que tinham ido fazer espeleologia na região e se tinham dividido no domingo para explorar diferentes grutas, combinando reencontrar-se na segunda ou na terça-feira, adiantou a mesma fonte.

Desconhecendo o paradeiro dos seus companheiros, o resto do grupo deu o alerta na terça-feira à tarde.

O diretor do conselho provincial do turismo de Ouarzazate Zubir Bouhour adiantou que os espanhóis se encontravam na fronteira entre as províncias de Ouarzazate, Tinghir e Azilal e não iam acompanhados por um guia.

"As autoridades marroquinas estão a fazer buscas, inclusivamente com helicópteros. Mas a geografia da região não ajuda. O terreno é acidentado e há muito nevoeiro, bem como numerosas cavidades", continuou.

A região situa-se a 150-200 quilómetros a leste de Marraquexe, em pleno maciço do Alto Atlas, onde as montanhas ultrapassam os 3.000 metros de altitude.



Lusa
  • "Não partilhei SMS com ninguém"
    0:43

    Caso CGD

    António Domingues afirma que nunca revelou o conteúdo das mensagens trocadas com o ministro das Finanças sobre a entrega das declarações de património ao Tribunal Constitucional. O tema dos SMS foi abordado pelo ex-presidente da Caixa na sequência de uma pergunta do PCP sobre declarações feitas por António lobo Xavier no programa da SIC Notícias "Quadratura do Círculo".