sicnot

Perfil

Mundo

Mulher de antigo ministro grego condenado apanhada 24 horas após ter fugido

A mulher de um antigo ministro grego, condenada tal como o marido a prisão efetiva por corrupção, foi encontrada hoje pela polícia, 24 horas após ter fugido de um hospital psiquiátrico onde era tratada, informou fonte judicial.

Vicky Stamati foi condenada em 2013 a 12 anos de prisão, enquanto o marido, o antigo ministro socialista da Defesa Akis Tsochatzopoulos, foi condenado a 20 anos de prisão

Vicky Stamati foi condenada em 2013 a 12 anos de prisão, enquanto o marido, o antigo ministro socialista da Defesa Akis Tsochatzopoulos, foi condenado a 20 anos de prisão

© Yorgos Karahalis / Reuters

Vicky Stamati foi encontrada no adro de uma igreja em Haidari, subúrbio ateniense onde se situa o hospital para o qual tinha sido transferida há 18 meses por razões psicológicas e onde era alvo de vigilância contínua.

"Quero ver o meu filho (com nove anos) e o meu médico", disse quando foi detida, segundo meios de informação locais.

As circunstâncias precisas da sua fuga na quinta-feira de manhã não são conhecidas. De acordo com alguns media, foi encontrada partida a porta da varanda do seu quarto.

A justiça tinha rejeitado recentemente um pedido de libertação de Vicky Stamati, condenada em 2013 a 12 anos de prisão, enquanto o marido, o antigo ministro socialista da Defesa Akis Tsochatzopoulos, foi condenado a 20 anos de prisão por branqueamento de dinheiro relacionado com contratos de armamento.

Tsochatzopoulos, de 75 anos, que está na prisão de alta segurança de Korydallos, perto de Atenas, tornou-se para a opinião pública grega o símbolo da corrupção de uma classe política tida como responsável pela crise em que o país vive desde 2010.




Lusa
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".