sicnot

Perfil

Mundo

Netanyahu convoca reunião com responsáveis da segurança após acordo sobre nuclear

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, convocou para hoje uma reunião com os responsáveis de segurança, na sequência do acordo de princípio sobre o programa nuclear iraniano alcançado na quinta-feira.

© POOL New / Reuters

"O primeiro-ministro irá fazer consultas em matéria de segurança", disse um responsável, sem avançar mais pormenores.

A imprensa local noticiou hoje que Netanyahu convocou uma reunião do seu gabinete de segurança, incluindo os ministros, bem como altos responsáveis pela segurança em Israel.

Numa reação ao acordo de princípio sobre o programa nuclear iraniano, concluindo na quinta-feira entre o Irão e as grandes potências, Benjamin Netanyahu tinha já dito que este "ameaçava a sobrevivência de Israel".

Um porta-voz do primeiro-ministro israelita adiantou que Benjamin Netanyahu transmitiu na noite de quinta-feira a sua posição ao presidente norte-americano, Barack Obama.

"Este acordo poderia legitimar o programa nuclear do Irão, reforçar a economia e aumentar a agressividade do Irão e o terror no Médio Oriente e mais além", disse Netanyahu na sua conversa com Obama.

Netanyahu desafiou em março a Casa Branca ao falar perante o congresso norte-americano, em Washington, condenando as conversações sobre o programa nuclear que então decorriam entre as grandes potências, incluindo os Estados Unidos, e o Irão.

Este episódio contribuiu para aquela que é já considerada pelos analistas a pior crise nas relações entre Israel e os Estados Unidos.

O grupo das grandes potências designado "5+1" (que inclui os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU - Estados Unidos, China, França, Rússia, Reino Unido - e a Alemanha) e o Irão chegaram na quinta-feira a um acordo de princípio para resolver a questão do programa nuclear iraniano.

O acordo final com os aspetos técnicos e legais tem de ficar concluído até 30 de junho.

O pacto permitiria ao Irão manter um programa nuclear muito reduzido e debaixo de estrito controlo em troca de vários apoios económicos e políticos.







Lusa
  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.