sicnot

Perfil

Mundo

Avião da Germanwings aterra de emergência em Estugarda

Um avião da companhia aérea Germanwings, filial da Lufthansa, realizou hoje uma aterragem de emergência no aeroporto de Estugarda, no sul da Alemanha, devido a uma avaria técnica, segundos fontes do aeroporto.

© Wolfgang Rattay / Reuters

O aparelho, com o número de voo 4U 814, tinha descolado esta manhã da cidade alemã de Colónia, no oeste do país, pelas 09:00 de Lisboa, com destino à cidade italiana de Veneza, mas uma hora depois foi forçado a aterrar de emergência em Estugarda, sem que daí tenham resultado quaisquer feridos, de acordo com a informação dada à agência de notícias espanhola EFE.

Pelas 11:30 (hora de Lisboa), os passageiros, cujo número não foi especificado, ainda se encontravam no aeroporto de Estugarda, onde estão a decorrer os trabalhos de reparação do avião.

Ainda não há certezas sobre a possibilidade de o voo ser retomado rumo a Veneza, pelo que poderá ser necessário haver uma substituição da aeronave.

Entretanto, a Germanwings está a dar a possibilidade aos passageiros afetados de regressarem num novo voo para Colónia ou aguardarem pela conclusão do voo inicial.












Lusa
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras